Quinta-feira, 26 de janeiro de 2023

Após menina de 13 anos denunciar estupro à professora, ex-padrasto é preso em Trindade

Em 2021, o padrasto também teria praticado abusos contra a irmã, de 17 anos, da vítima

Postado em: 28-11-2022 às 16h27
Por: Ana Bárbara Quêtto
Em 2021, o padrasto também teria praticado abusos contra a irmã, de 17 anos, da vítima | Foto: Reprodução

Uma pré-adolescente de 13 anos denunciou à sua professora que havia sido estuprada pelo ex-padrasto, de 29 anos, em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia. A Polícia Civil, ao descobrir do crime, cumpriu um mandado de prisão preventiva contra o homem, que se deu nesta segunda-feira (28/11).

Segundo a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), que atua no caso, a vítima, espontaneamente, contou para a uma professora que o padrasto a violentava. Com isso, testemunhas foram tomadas a termo e confirmaram a versão do relato da criança.

De acordo com a polícia, a menina também havia revelado o abuso para a mãe e, por isso, a mulher terminou o relacionamento com o suposto abusador. No entanto, com medo da mãe retomar o namoro, a vítima contou todo o caso à docente.

Continua após a publicidade

Leia também: Ataque a escola do Espirito Santo tem semelhanças com atentado ao Colégio Goyases

Um laudo psicológico apontou que os atos libidinosos ocorriam desde que a adolescente tinha seis anos. Além disso, em 2021, o padrasto também teria praticado abusos contra a irmã, de 17 anos, da vítima.

Dessa forma, a PCGO representou pela prisão preventiva do investigado, a qual foi deferida pelo Poder Judiciário, após regular manifestação do Ministério Público. O homem, então, foi preso e está à disposição da Justiça no presídio.

Veja Também