Defensor Salomão Rodrigues no ‘Papo Xadrez’

Como o Estado garante defesa e manutenção de direitos para aqueles que não conseguem pagar?

Postado em: 17-08-2022 às 08h43
Por: Redação
Esse episódio e todos que já aconteceram estão disponíveis na íntegra pelo canal do YouTube ‘Papo Xadrez’ | Foto: Guilherme de Andrade

Guilherme de Andrade 

O 26° episódio do ‘Papo Xadrez’ ocorreu, nesta segunda-feira (15), com o defensor público do Estado de Goiás, Salomão Rodrigues. Durante esse encontro, se discutiu sobre o sistema jurídico e penal do Brasil, além claro da atuação da Defensoria Pública no Estado. O hiper encarceramento, o racismo estrutural e o descaso público são temas centrais nessa discussão. Você pode acessar o episódio transmitido ao vivo na íntegra pelo canal do Youtube ‘Papo Xadrez’.

Esse encontro começou, como de costume, com um rápido histórico da vida de Salomão. Nascido em Aparecida de Goiânia e criado em Palmas, o defensor público carrega consigo o nome do avô, que veio do Maranhão e construiu aqui uma vida para si e para a família de mais de 10 membros enquanto catador de materiais recicláveis. Salomão sempre se dedicou aos estudos e, graças aos incentivos dos pais, se tornou o primeiro de sua família a conseguir concluir uma graduação em ensino superior.

Continua após a publicidade

Depois dos sonhos de ser granjeiro, veterinário e marinheiro, ele se decidiu pelo Direito. O desejo pela atuação na Defensoria Pública veio depois do contato com esse órgão em alguns mutirões penitenciários em outros Estados. “A defensoria é um trabalho de acreditar nas pessoas, ainda que elas estejam falando algo que não vai ter procedência”, ele conta um pouco sobre seu trabalho.

O defensor conta que a instituição tem a responsabilidade de garantir o direito constitucional de defesa a todos, mesmo aqueles que não conseguem pagar. Mestrando em Direitos Humanos, Salomão garante que adotar uma postura punitiva sem considerar o contexto social do indivíduo e um retorno responsável dessas pessoas à sociedade é um retrocesso. “Será que o encarceramento tem resolvido os problemas?”, ele questiona.

Durante o ‘Papo’ Salomão destaca que o Brasil tem a terceira maior população carcerária do mundo: são mais de 900 mil detentos e mais de 300 mil mandados em execução. Caso todas as prisões fossem efetivadas hoje, o déficit carcerário seria de mais de meio milhão de vagas. Ressaltando as violações constantes dos direitos civis e humanos dos detentos, e o funcionamento burocrático dessa máquina legal, ele pontua: “Essa forma de fazer justiça criminal muitas vezes redunda em injustiça”. 

Na voz dos apresentadores

No fim da transmissão desta segunda (15), a apresentadora Ananda Leonel não poupou elogios à atuação da defensoria pública em Goiás. “Saber em detalhes da atuação dessa instituição me fez repensar a imagem que eu tinha de todo o sistema legal”, afirma. Ela conta que enxergar a atuação das diferentes partes do poder judiciário no processamento de um caso, traz à tona questões urgentes a serem aprimoradas a fim de se garantir os direitos fundamentais para todos cidadãos. 

Felipe Cardoso reforça o posicionamento de Ananda e complementa: “Não tinha ideia da dimensão e da quantidade de injustiças que se perpetuam no sistema penal e por falhas deste mesmo sistema”. Pensando nos exemplos contados por Salomão, o apresentador enxerga na atuação da defensoria uma tentativa do sistema jurídico de corrigir as próprias falhas. “A sociedade como um todo precisa entender melhor e valorizar a atuação dessa instituição”, concluiu.   

Nos últimos episódios 

O bate-papo com o defensor público do Estado de Goiás, Salomão Rodrigues, aconteceu na transmissão ao vivo desta semana. Antes dele, vários outros convidados já estiveram nos estúdios do jornal ‘O Hoje’. Desde a estreia do podcast com o jornalista e empresário Matheus Ribeiro, passando pelo encontro com o produtor musical Ivan Miyazato, até o último encontro com a terapeuta tântrica, Cacau Mila: o ‘Papo Xadrez’ se consagra em qualidade e em versatilidade a cada episódio.

No último encontro, os apresentadores Ananda e Felipe conversaram com a influenciadora, apresentadora e terapeuta tântrica Cacau Mila. Durante o bate-papo, se falou sobre a saúde mental das mulheres, da libertação sexual que muitas delas têm vivido nos últimos anos e também da rotina pós-maternidade. Depois de contar sobre seu processo de transformação, da Camila do interior de Goiás até a Cacau de hoje, ela finaliza: “a criança que eu fui um dia está com muito orgulho de mim”. 

No vigésimo quarto episódio, o ‘Papo Xadrez’ foi sobre educação e política. O ex-reitor da Universidade Federal de Goiás e também pré-candidato a deputado federal, Edward Madureira (PT), falou de sua experiência enquanto gestor público e dos planos para a política, caso seja eleito. O petista afirma lutar pela construção de uma bancada da educação nas Casas de Lei de todo o país. A prioridade é trazer para a arena pública os debates e prioridades que encontrou na gestão da Universidade. 

Veja Também