Aprenda como manter a imunidade sempre alta

Para fortalecer o sistema imune, não existe fórmulas mágicas, apenas resultados através da construção de bons hábitos.

Postado em: 22-09-2022 às 15h19
Por: Maria Gabriela Pimenta
Para fortalecer o sistema imune, não existe fórmulas mágicas, apenas resultados através da construção de bons hábitos. | Foto: Reprodução

É importante estar sempre com a imunidade alta, principalmente em épocas de gripes sazonais. Para fortalecer o sistema imune, não existe fórmulas mágicas, apenas resultados através da construção de bons hábitos. O nosso organismo é uma engrenagem que precisa ser cuidado. Assim, teremos uma melhor qualidade de vida, mais energia e saúde. Para isso, elaboramos uma lista para que você aprenda como manter a imunidade sempre alta e viver com bem-estar.

Foto: Reprodução

Aprenda a manter a imunidade sempre alta de uma vez por todas com as nossas dicas:

Ingerir vitaminas e minerais essenciais

Essenciais para o bom funcionamento do seu organismo, vitaminas e minerais são importantes para o sistema imunológico, para o metabolismo e para o crescimento de unhas, pele e cabelo. A ingestão de vitaminas e minerais está associada à prevenção de doenças. Dicas: consuma, quando possível, frutas e legumes com a casca; beba suco da fruta logo após o preparo.

Praticar atividades físicas

A prática de atividade física promove uma alteração na homeostase, acarretando na reorganização da resposta imune. Desta forma, quando o exercício é moderado, há aumento nas células do sistema imune. Por isso, pessoas que praticam atividade física são menos propensas a ficarem doentes.

Continua após a publicidade

Dormir bem

Passar a noite em claro ou não dormir a quantidade recomendada, implica no aumento da produção de cortisol, que causa estresse. O cortisol em excesso diminui a reação de defesa. Por isso, é importante que um adulto durma entre 7 a 7 horas e meia por dia.

Combate ao estresse

Como foi dito no tópico anterior, dormir mal aumenta a produção de cortisol, hormônio ligado ao estresse. Este fenômeno diminui a reação de defesa. Outra questão, é o estresse em situações cotidianas, que pode se tornar crônico. Este mecanismo aumenta a produção de adrenalina e noradrenalina, que inibe a resposta imune.

Hidratação

O consumo de água é fundamental para o bom funcionamento do organismo. A desidratação interfere no transporte de nutrientes e oxigênio pelas pelas células. Consequentemente, atrapalha na resposta imunológica.

Leia também:

Veja Também