Empreendimentos “diferentões” se destacam em regiões turísticas

Postado em: 07-01-2021 às 14h00
Diversidade de atividades surgem para viajantes em lugares já estimados no Estado, como Pirenópolis e Chapada dos Veadeiros | Foto: divulgação

Nathan Sampaio

Apesar de 2020 ter sido
um ano difícil para o turismo,
a expectativa é de que ele dê
uma guinada em 2021. Seja
por que muitas pessoas que
estavam em isolamento vão
querer viajar seguindo os
protocolos de segurança para
evitar a disseminação do covid-19, seja pela esperança da
vacinação que se aproxima.
O turismo terá de volta sua
recuperação, aos poucos mesmo, com o buraco deixado
pela pandemia do último
ano. Prova disso são experiências “diferentonas” que
começaram a se destacar nos
últimos meses como voos em
balões de ar quente por cima
da encantadora Pirenópolis
ou a possibilidade de se isolar em trailers sob lugares paradisíacos pela Chapada dos
Veadeiros. 

Os balões em Pirenópolis,
por exemplo, já são sucesso
na região. Neste ano, os moradores e turistas que visitarem “Piri” já vão poder usufruir da experiência a partir
do dia 15 de janeiro. A iniciativa da empresa Voo de Balão
em Piri oferece três opções de
pacotes em voos realizados ao
nascer ou ao pôr do sol, dependendo das condições climáticas, e que duram de 40 a
60 minutos. 

Considerado o mais velho
veículo aéreo da história da
humanidade, os balões vão
voar, na cidade goiana, a uma
altitude de até mil metros.
Além disso, de acordo com
Rafael Carvalho, responsável
pela empresa, o balão disponível é um dos maiores do
Brasil, tem 5 mil metros cúbicos de ar e capacidade para
até nove pessoas junto com o
piloto, mas vai operar com
oito, a princípio. Nos pacotes
ofertados estão inclusos instruções básicas e cerimônia
tradicional do balonismo e
os preços vão de R$ 690 a R$
980 por pessoa. 

Já os trailers situados na
Chapada dos Veadeiros, região Noroeste de Goiás, surgiram de uma inspiração.
Quem conta é a proprietária
do negócio Lia Braga, de 42
anos. Lia, que também é diretora de produção de eventos, criou o Lambuze, esses
trailers fixos que vem fazendo sucesso na Chapada, e contou que o negócio começou
em setembro de 2019, operou
por 6 meses, e depois fechou
por 6 meses, por conta da
pandemia e até que tudo fosse regularizado para a retomada segura do negócio. “Com a reabertura, apesar
das restrições e medidas de
segurança, tivemos um
‘boom’ em setembro de 2020
e ficamos com reservas esgotadas por semanas”, disse.

De acordo com Lia, a ideia
do Lambuze surgiu quando
ela viu um trailer instalado
em uma região de Malibu, na
Califórnia – EUA, e pensou
em trazer o conceito pro Brasil. “Eu como turista e que conheço a Chapada desde 2013,
me apaixonei pela imponência e exuberância da natureza do local e pude sentir nitidamente a vibração da grande placa de cristal que sustenta toda essa pérola do cerrado. 

A partir dali uma semente foi lançada dentro de
mim, que brotou e floresceu
anos depois quando voltei
pra Chapada com um grande
amigo e passamos 10 dias conhecendo as cachoeiras, muito pôr do sol, noites estreladas, pessoas incríveis, da culinária local e de toda aquela
energia. As sensações sentidas
e compartilhadas, foram a
minha inspiração para querer
proporcionar essas vivências
para outras pessoas, pois tudo
que vivi e senti”, declarou.
A partir daí, Lia disse que
vendeu um apartamento e
comprou três trailers. “Reformei os veículos de acordo
com o que achava legal proporcional aos clientes, ou
seja, tudo que tive nas minhas experiências, como um
deck e uma banheira de hidromassagem e fiz o negócio
acontecer”, revelou a empreendedora. 

“A proposta
principal é de que as pessoas
se conectem com a natureza,
por isso, não tem wi-fi, não
tem televisão, mas damos
todo suporte para turismo
no local. É uma ideia bem
amorosa e que conseguiu,
rapidamente, conquistar seu
objetivo”, completou Lia. 

A diretora em produção
de eventos, disse ainda que
morou em São Paulo nos últimos 20 anos e, nos últimos
8, trabalhava com soluções
sobre rodas, atuando na área
de eventos como food trucks,
camarins móveis, palcos móveis, transportes de luxo,
para atender backstage de
grandes eventos, a área que
eu atuava até então. Mas
agora, o foco está todo voltado para o Lambuze. 

Os interessados em saber
mais sobre o Lambuze e
como desfrutar da experiência dos trailer na Chapada
dos Veadeiros, o site lambuze.com.br traz todas as informações necessárias 

Por: Carlos Nathan Sampaio
Compartilhe: