Marcelo Medeiros conquista mais uma vitória na 10ª etapa do Dakar, nos quadriciclos

Marcelo Medeiros, piloto da Tagracing Team, foi o mais rápido e conquistou a vitória na 10ª etapa do Rally Dakar 2022, entre

Postado em: 12-01-2022 às 13h08
Por: Ildeu Iussef
O maranhense, que partiu em quinto, foi recuperando posições até assumir a ponta no penúltimo "waypoint" e subir uma casa na classificação geral do Dakar | Foto: Divulgação A.S.O.

Marcelo Medeiros, piloto da Tagracing Team, foi o mais rápido e conquistou a vitória na 10ª etapa do Rally Dakar 2022, entre os Quadriciclos FIM. O titular da Yamaha Raptor 700, #183, finalizou o trecho cronometrado do dia, de 375 quilômetros, entre Wadi Ad-Dawasir e Bisha, em 4h11min04seg. No acumulado geral da competição, o maranhense subiu mais um degrau e agora ocupa a 6ª posição, com o total de 64h50min32seg.

O brasileiro largou em quinto e foi recuperando posições até assumir a dianteira da prova no penúltimo “waypoint” (km258), e, a partir dali, abrir vantagem em relação aos concorrentes, cruzando a linha de chegada 2min25 a frente do segundo colocado. “Hoje foi um daqueles dias em que tudo deu certo. Fui para a largada bastante focado e o quadri estava funcionando redondo e contribuiu para este excelente resultado. Foi um percurso de muitas dunas e muitos desfiladeiros. Consegui passar todos os quadriciclos e ganhar a etapa. Estou muito feliz, com a vitória”, comemorou.

Para a reta final deste Dakar, o Marcelo Medeiros segue com a expectativa de terminar o evento na melhor classificação possível. “Faltam só duas etapas. E teremos um novo percurso de areão e dunas pela frente para ultrapassar. Vai ser pedreira. Agora, vamos só revisar o equipamento para que amanhã tenhamos mais uma conquista”, aposta o piloto maranhense.

Continua após a publicidade

Brasileiros no Dakar

O co-piloto brasileiro Gustavo Gugelmin e o piloto estadunidense Austin Jones, da Can-Am Factory South Racing, terminaram em 5º na Etapa 10 do Dakar e seguem na liderança entre os UTVs T4 (veículo que é uma mistura de carro e quadriciclos) com 11min54seg de vantagem para os vice-líderes. Enquanto, os brasileiros Rodrigo Luppi e Maykel Justo, da South Racing Can-Am, terminaram em nono lugar na Etapa 10 e seguem na 6ª posição da classificação geral dos UTVs T4.

Já entre os carros, a dupla formada pelos brasileiros Marcelo Gastaldi e Cadu Sachs, da Century Racing, terminou em 23º lugar na Etapa 10, realizada entre Wadi Ad-Dawasir e Bisha, e ocupam a 32ª posição da categoria com o total de 43h33min28seg.

Nesta quinta-feira (13), a caravana do Dakar permanece em Bisha, onde será disputada outra etapa especial em forma de laço em torno da cidade, a sexta prova neste formato desde o início do Rally. Um novo trecho que promete muitos desafios. Mais da metade será em dunas de todo tipo, formas e tamanhos, incluindo as de areia mais fofas que o deserto reserva. A última batalha que porá em teste as condições físicas e psicológicas dos competidores, bem como a resistência de suas máquinas, antes da finalíssima.

Veja Também