Mulheres buscam tratamentos estéticos para conquistar sua melhor versão

Segundo especialista, celulite pode surgir por meios hereditários, alterações hormonais, problemas circulatórios e à qualidade de vida

Postado em: 29-09-2022 às 10h13
Por: Lanna Oliveira
A temida celulite não é exclusividade de ninguém | Foto: Divulgação

Preocupadas com o corpo e bem-estar, as mulheres buscam tratamentos estéticos para conquistar sua melhor versão. Um dos maiores incômodos relatados são as celulites, pequenos furos concentrados, na maioria das vezes, no bumbum e na perna. Estima-se que o problema atinge 95% das mulheres brasileira, então tratamentos específicos ganharam destaque nos últimos anos devido à alta demanda. Entre mitos e verdades, a biomédica esteta Bruna Rodrigues apresenta as melhores formas de tratamento.

A temida celulite não é exclusividade de ninguém. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, cerca de 95% das mulheres após a puberdade sofrem com graus distintos de celulite. Causada pelo acúmulo de água, gordura e toxinas nas células, a Lipodistrofia Ginóide caracteriza-se pelo aparecimento de desníveis e nódulos na pele, normalmente concentrados nas coxas e bumbum. Ela é a responsável pelo conhecido aspecto de ‘casca de laranja’ nas áreas afetadas, o que incomoda e meche com a autoestima.

Existem diversos fatores que causam o acúmulo de gordura nas células. Alguns são hereditários e outros estão associados a alterações hormonais, a problemas circulatórios e à qualidade de vida. Dieta inflamatória (com consumo de alimentos de alto índice glicêmico), baixa ingestão hídrica, sedentarismo e tabagismo estão entre os principais causadores da celulite. A biomédica esteta Bruna Rodrigues desvenda alguns mistérios acerca do assunto e indica quais são os melhores tratamentos disponíveis no mercado.

Continua após a publicidade

O primeiro mito que a profissional desvenda é que a celulite desaparece. “A celulite não desaparece. Uma vez na pele, a tendência é lá permanecer”, conta. Mas acalmem-se, existem métodos capazes de amenizá-las em até 80%, tornando-as praticamente invisíveis. A máxima que magra não tem celulite também é uma inverdade. No entanto, o sobrepeso piora o aspecto da celulite, já que as camadas de gordura comprimem os vasos sanguíneos e linfáticos, causando maior inchaço e fibrose nas partes do corpo que acumulam mais gordura.

Sim, celulite não é um problema exclusivamente feminino! Apesar de a mulher apresentar um número de adipócitos duas vezes maior em relação ao homem e ter uma organização desses adipócitos que favorecem o surgimento das celulites, isso não impede que os homens também sejam acometidos por esse problema. “Bebidas com gás e roupas apertadas provocam celulite? Também são mitos”, explica Bruna. É importante estar atentos, porque estes são fatores que podem piorar o quadro, mas não são a causa.

Sobre as verdades que a biomédica confirma, a primeira é de que o álcool piora a celulite por ser uma substância inflamatória e “de alta concentração de calorias, o que, consequentemente, contribui com o ganho de peso e obesidade”, explica. A idade é um fator que está a favor do aparecimento de celulites e contra o combate à elas. “Mas os maiores desencadeantes da celulite são as alterações hormonais, como na puberdade, durante o uso de pílulas anticoncepcionais e na gravidez”.

Pensando em como prevenir o aumento do problema, Bruna Rodrigues indica a ingestão de muita água e da drenagem linfática. “O consumo de água ajuda a hidratar os tecidos e garante o bom funcionamento dos rins, favorecendo assim a eliminação de toxinas e diminuição da retenção hídrica”. Sobre a massagem voltada à eliminação de líquidos acumulados, ela diz que o procedimento diminui os pequenos nódulos de gordura aprisionados na pele, reduzindo a sensação de inchaço e revertendo casos leves.

Como tratar a celulite?

Bruna Rodrigues inicia as dicas lembrando que os tratamentos devem ser pesonalizadas e com indicação profissional. “Em consultório, de acordo com a avaliação do grau de celulite de cada paciente, é possível desenvolver um protocolo que amenize o problema e deixe a pessoa mais feliz com seu corpo. Temos, por exemplo, a possibilidade de usar injeções redutoras de gordura, que são aplicadas em regiões com maior resistência de eliminar com dieta; fazer subcisão das bandas fibrosas; aplicar radiofrequência e bioestimuladores de colágeno injetáveis”, diz.

Dieta, exercícios físicos e drenagem linfática são altamente indicados para tratar a celulite. A biomédica esteta Bruna Rodrigues destaca ainda alguns procedimentos que podem ser feitos em consultório e que apresentam bom resultado. Bioestimulador de colágeno: melhora a celulite em várias profundidades, pois o estímulo de colágeno ajuda na firmeza do tecido. Subcision: é o descolamento da celulite profunda (aquela celulite que está aparente, tipo um buraquinho). A subcisão descola a celulite.

Radiofrequência: indicada para celulite superficial (principalmente aquelas que ficam com aspecto de casca de laranja). Drenagem linfática: retira o acúmulo de líquido da região. Celutec ou Vibrocell: aparelhos que são usados para melhorar a circulação local e ativar o tecido. Independente do tratamento escolhido, é fato que a autoestima está diretamente ligada ao bem-estar e felicidade. Que sejamos felizes, melhorando o que for possível, mas com consciência de que há limites de saúde e segurança que não podem ser ultrapassados.

Veja Também