600 mil mortos: ONG Rio de Paz leva 600 lenços brancos para o gramado do Congresso Nacional

Postado em: 18-10-2021 às 14h36
Por: Alexandre Paes
O ato da organização é um repúdio a maneira em que o Governo Federal tem tratado a pandemia do coronavírus no Brasil | Foto: Reprodução Rio de Paz

Nesta segunda-feira (18/10), a ONG Rio de Paz esteve presente no gramado do Congresso Nacional, em Brasília. Os integrantes se reuniram para um manifesto em prol das 600 mil vidas perdidas para a Covid-19. A ação estava programada para acompanhar o encerramento e a leitura do relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado, que foi adiado para quarta-feira (20/10).

Os presentes no ato penduraram 600 lenços brancos representando os mais de 600 mil brasileiros mortos nesta pandemia do coronavírus. O ato também é um repúdio ao modo como o Governo Federal e parte da sociedade brasileira vem tratando a crise sanitária desde seu início no país.

O Senador e vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues, esteve presente no ato e recebeu os lenços do taxista Márcio Antonio, que perdeu o filho para o vírus em abril de 2020. “Há meses nos debruçamos sobre a cadeia de eventos que resultaram na pior tragédia sanitária da nossa história e em um verdadeiro genocídio do povo brasileiro” afirmou o senador.

Ao final do ato, foi feita a entrega simbólica dos lenços à CPI da Pandemia. Antes, os lenços foram expostos na praia de Copacabana, Rio de Janeiro, em 8 de outubro. “Depositarmos esses lenços mostra a importância do trabalho da CPI e o alento que levou a milhões de brasileiros e brasileiras” argumentou o vice-presidente da CPI em suas redes sociais.

Compartilhe: