McDonald’s fecha 850 restaurantes na Rússia; Coca-Cola e Starbucks também anunciam sanções no país

O anúncio das gigantes soma-se às medidas de dezenas de outras empresas multinacionais tomadas até o fim de fevereiro.

Postado em: 09-03-2022 às 08h50
Por: Ícaro Gonçalves
O anúncio das gigantes soma-se às medidas de dezenas de outras empresas multinacionais tomadas até o fim de fevereiro | Foto: Reprodução

Em resposta à invasão das tropas russas ao território ucraniano, em um conflito armado que já chega à segunda semana, grandes empresas do setor alimentício dos Estados Unidos anunciaram nesta terça-feira (8/3) a suspensão das operações na Rússia. O McDonald’s anunciou o fechamento temporário de todos os 850 restaurantes que possui no país, mas se comprometeu a manter os salários dos 62 mil colaboradores russos da rede.

Em comunicado sobre a decisão, o diretor-geral do McDonald’s, Chirs Kempczinski, afirmou que “a situação é extraordinariamente difícil para uma marca mundial como a nossa e há muitas considerações a fazer”. Segundo a agência AFP, 80% dos restaurantes do McDonald’s na Rússia são gerenciados diretamente pela empresa, representando um volume de 9% dos negócios do grupo.

A Coca-Cola e a Starbucks também decidiram pela interrupção de suas operações no país por tempo indeterminado. “Continuaremos monitorando e avaliando a situação à medida que ela evolui”, comunicou a Coca-Cola por meio de nota. Entretanto, a empresa não deu maiores detalhes sobre quais serão as atividades exatas interrompidas na Rússia.

Continua após a publicidade

Horas antes, a rede de cafés Starbucks também comunicaram oficialmente o fechamento de suas franquias. Segundo o CEO da empresa, Kevin Johnson, todos os franqueados no país concordaram em apoiar os cerca de 2.000 colaboradores do grupo no país.

Pressão comercial

O anúncio das gigantes soma-se às medidas de dezenas de outras empresas multinacionais tomadas até o fim de fevereiro.

A General Motors e a sueca Volvo Cars suspenderam as exportações de veículos para a Rússia até novo aviso. A japonesa Mitsubishi Motors disse que pode suspender a produção e a venda de seus carros na Rússia. 

A montadora francesa Renault suspenderá algumas operações em fábricas de montagem na Rússia na próxima semana. A Harley-Davidson Inc disse que suspendeu seus negócios e remessas de suas motos para a Rússia.

O banco global HSBC está encerrando relações com uma série de bancos russos. Os estúdios de Hollywood Disney, Warner Bros e Sony Pictures Entertainment suspenderam os lançamentos de novos filmes na Rússia. 

A Adidas suspendeu sua parceria com a União Russa de Futebol com efeito imediato. A Nike fez compras de mercadorias em seu site e aplicativo indisponíveis na Rússia, pois não pode garantir a entrega. 

Veja Também