Onda de calor na Europa: incêndios de grande proporção queimam quase 15 mil hectares na Espanha

Para o presidente de Valencia, Ximo Puig, o incêndio que atingiu cerca de 65 quilômetros teve "proporções enormes"

Postado em: 16-08-2022 às 15h52
Por: Ana Bárbara Quêtto
Para o presidente de Valencia, Ximo Puig, o incêndio que atingiu cerca de 65 quilômetros teve "proporções enormes" | Foto: Reprodução

Em meio à intensa onda de calor na Europa, um incêndio atingiu cerca de 10 mil hectares na província de Alicante, no sudeste da Espanha. A informação foi divulgada pelo governo da região de Valencia, nesta terça (16/8).

Um raio caiu em Vall d’Ebo no último sábado (13/8) e, assim, o fogo se espalhou pelo município. As chamas percorreram rapidamente devido aos ventos fortes da região. Com isso, mais de mil habitantes foram desalojados.

Segundo o governo, quase 300 bombeiros passaram a noite tentando controlar o incêndio. O Corpo de Bombeiros teve auxílio de 24 aviões-cisterna e helicópteros.

Continua após a publicidade

Leia também: Goiás decreta situação de emergência ambiental devido alto risco de incêndios florestais

Ainda em na cidade, outros focos de incêndio foram encontrados ao norte de Valencia, combatidos por bombeiros, com ajuda de dez aviões-cisterna.

Para o presidente de Valencia, Ximo Puig, o incêndio que atingiu cerca de 65 quilômetros teve “proporções enormes”. Puig informou ao canal Antena Três que a situação é complexa, porque “o fogo tem avançado numa velocidade impossível de acompanhar”.

Na região de Aragão, no norte da Espanha, socorristas controlaram um grande incêndio, que teve início no sábado. As chamas queimaram mais de 6.000 hectares e 1.500 pessoas foram evacuadas.

De acordo com o governo, o fogo não atingiu o parque natural de Moncayo, com montanhas que ocupam a paisagem local. Já em Portugal, no entanto, a fogueira que havia sido estabilizada renasceu por causa dos ventos.

Leia também: Tempo seco avançou focos de incêndio no cerrado no primeiro semestre de 2022

O incêndio chegou ao parque natural da Serra da Estrela, localizado no centro do país, que queimou mais de 15 mil hectares. Ele também é reconhecido pela Unesco, conforme a Proteção Civil portuguesa.

Somente este ano, a Espanha já registrou 391 incêndios, causados pelas altas temperaturas, que muitas vezes alcançavam mais de 40°C.

Segundo dados da Effis (Sistema Europeu de Informação Sobre Incêndios Florestais), em 2022 o país já queimou mais de 270 mil hectares. Em Portugal, neste ano, houve 195 incêndios, que destruíram 84.717 hectares.

Veja Também