“Ninguém fechará essa corte”, diz Fux sobre ameaças golpistas de Bolsonaro

Postado em: 08-09-2021 às 14h49
Por: Luan Monteiro
Discurso do presidente do STF ocorre um dia após ameaças golpistas feitas por Bolsonaro contra a corte | Foto: Reprodução

Em discurso realizado nesta quarta-feira (08/09), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luíz Fux, criticou as atitudes e falas do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), e as classificou como “golpistas”. Fux afirmou, também, que “ninguém fechará a corte” e disse que “Nós a manteremos de pé, com suor e perseverança”.

O discurso do presidente da Suprema Corte ocorre um dia após as manifestações com pautas antidemocráticas realizadas em Brasília e São Paulo. Nas manifestações, Bolsonaro voltou a fazer ameaças e ataques ao STF.

Em resposta, Fux alertou que, se Bolsonaro realmente ignorar medidas impostas pelo STF contra ele e a União, estará cometendo “crime de responsabilidade, que deverá ser analisado pelo Congresso Nacional”.

“O STF não tolerará ameaças à autoridade de suas decisões. Se o desprezo às decisões judiciais ocorre por iniciativa do Chefe de qualquer dos Poderes, essa atitude, além de representar atentado à democracia, configura crime de responsabilidade, a ser analisado pelo Congresso”, disse o presidente do STF.

O ministro disse, também, que “ofender a honra dos ministros, incitar a população a propagar discursos de ódio contra a instituição do Supremo e incentivar o descumprimento de decisões judiciais são práticas antidemocráticas e ilícitas”.

“Não podemos tolerar, em respeito ao juramento constitucional que fizemos ao assumir uma cadeira na Corte”.

Compartilhe: