Em meio a ataques de Bolsonaro, TSE testa segurança das urnas eletrônicas

Tribunal simula ataques hacker ao sistema de votação; investigadores da Polícia Federal devem repetir procedimento nos equipamentos.

Postado em: 11-05-2022 às 12h53
Por: Luan Monteiro
Tribunal simula ataques hacker ao sistema de votação; investigadores da Polícia Federal devem repetir procedimento nos equipamentos | Foto: Reprodução

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realiza uma série de novos testes com ataques controlados a urnas eletrônicas. A análise já era prevista, porém, ocorre durante uma série de ataques do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao sistema eleitoral. Bolsonaro vem, nas últimas semanas, atacando o sistema de votação que ele afirma ser “fraudável”.

O chamado Teste Público de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação (TPS), realiza, nesta etapa, cinco planos de expor vulnerabilidades do sistema. Segundo o TSE, os planos, que serão repetidos, foram “bem sucedidos” e que geraram sugestões de aperfeiçoamento das urnas, mas não apresentaram brechas que podem comprometer as eleições deste ano.

Os testes devem ser realizados até esta sexta-feira (13/05) e incluem simulações de ataque hacker em ação conduzida por peritos da Polícia Federal. O objetivo é verificar se os ajustes realizados no sistema resolveram vulnerabilidades.

Continua após a publicidade

Os resultados do teste final devem ser divulgados pelo TSE no dia 30 de maio.

Veja Também