Com eleições mais próximas, cresce disputa pela atenção do Entorno

Soma dos eleitores de todos os municípios da região supera a casa dos 860 mil. Só os dez maiores representam mais da metade dos votos da Capital.

Postado em: 04-06-2022 às 05h15
Por: Felipe Cardoso
Soma dos eleitores de todos os municípios da região supera a casa dos 860 mil. Só os dez maiores representam mais da metade dos votos da Capital | Foto: Reprodução/Fábio Rodrigues Pozzebom

Tem se tornado cada vez mais constantes as investidas dos grandes players da política goiana em relação à região do Entorno do Distrito Federal. Políticos visitam os municípios da chamada Região Integrada de Desenvolvimento do DF (Ride), semana sim outra também. O motivo é simples: o eleitorado composto pelas 29 cidades tem, sem dúvidas, potencial para mudar o jogo. 

A soma dos eleitores de todos os municípios da Ride chega a 868.087 mil. Só os dez maiores da região representam mais da metade dos votos que há em Goiânia — ou seja, 1.017 milhão de eleitores. Os dados são do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e demonstram a força e representatividade da região para as eleições que se aproximam. 

Somados, os eleitores de Luziânia (124.361), Águas Lindas (104.732), Valparaíso de Goiás (87.718), Formosa (74.194), Planaltina de Goiás (59.960), Novo Gama (48.480), Santo Antônio do Descoberto (42.706), Cidade Ocidental (42.246), Cristalina (34.889) e Niquelândia (27.874) são 647.160 mil votos reunidos. O número é algo próximo da soma do eleitorado de Aparecida de Goiânia e Anápolis, que juntas têm um capital político de 653.083 eleitores.

Continua após a publicidade

Esse potencial eleitoral do Entorno do DF chama a atenção dos pré-candidatos. O próprio governador Ronaldo Caiado (UB) passou recentemente pela região e deve intensificar agenda nos próximos dias. As mesmas movimentações foram percebidas em relação ao ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (Patriota), e também do candidato do presidente Jair Bolsonaro (PL) em Goiás, Vitor Hugo (PL). Vale lembrar do nome do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) que apesar de não ter oficializado seu nome na disputa ainda, também cumpre agenda na região em sinais de clara movimentação eleitoral. 

Mas não apenas a visita dos governadoriáveis ilustram a cena recorrente dos próximos meses. Além dos candidatos à Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa, os nomes já postos na disputa ao Senado também marcaram presença na região. Alexandre Baldy e Luiz do Carmo (PSC) são, talvez, os melhores exemplos de políticos com atividades intensas pelos municípios.

Baldy, ao comentar o peso político do entorno, considerou que ter ampla votação na região pode significar sucesso nas urnas.  “Não podemos ‘negligenciar’ a força e o volume do eleitorado de Goiânia, mas na capital, com 1 milhão de eleitores aptos, o voto fica muito pulverizado. Não dá para investir todas as fichas da campanha na região metropolitana. É preciso bater perna e olhar com mais atenção para o Entorno”, defende. Em outro trecho ele ainda destaca que  “Entender o perfil desse eleitorado e o potencial de cada região do Estado é o princípio estratégico da minha pré-campanha este ano”, justifica Baldy, que é considerado um político articulador e estrategista.

Já o senador e pré-candidato à reeleição, Luiz do Carmo, considerou o entorno uma região carente de serviços e obras. “Sempre tive esse olhar especial para a região. Tenho uma relação bem próxima com todos os prefeitos na tentativa de contribuir com o desenvolvimento desses municípios. Ao longo dos últimos três anos, com muito trabalho, angariei o carinho e admiração de todos”, disse.

Veja Também