PTB apoia Lissauer ao Senado, mas segue rachado quanto ao governo

Apesar do partido ter declarado apoio à reeleição de Caiado, Eduardo Macedo diz que “um ou outro” dos filiados apoiam outras candidaturas

Postado em: 18-07-2022 às 08h16
Por: Thauany Melo
Apesar do partido ter declarado apoio à reeleição de Caiado, Eduardo Macedo diz que “um ou outro” dos filiados apoiam outras candidaturas | Foto: Reprodução

O presidente estadual do PTB, Eduardo Macedo, declarou apoio à pré-candidatura ao Senado do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSD). Ao O Hoje, Macedo justificou que a decisão considerou a capacidade de “promover união” de Lissauer.

“Nós entendemos que, da base do governador Ronaldo Caiado, urgem os quatro pretensos candidatos ao Senado Federal Lissauer, Delegado Waldir, do UB, Alexandre Baldy, do PP, e Luiz do Carmo, do PSC. Isso mostra que o governador está com a base sólida e, ao invés de faltar nomes, sobram nomes. O entendimento do PTB é que os quatro nomes são importantes, mas o nome que mais aglutinou apoio foi o nome do Lissauer e o PTB entende que o importante é que a base caminhe unida”, explicou o presidente do PTB em Goiás. “Lissauer recebeu apoio de vários vereadores de Goiânia, de dezenas de prefeitos. Além do PTB e do Avante, ele também tem o apoio do PDT, do PMDB, do Podemos e do seu próprio partido”, completou.

Durante reunião na tarde de quinta-feira (14), o presidente estadual do Avante, Thialu Guiotti, também fechou o apoio à pré-candidatura de Lissauer Vieira.

Continua após a publicidade

De acordo com a última pesquisa divulgada pelo Real Time Big Data, Marconi Perillo lidera as intenções de voto dos goianos para o Senado, com 28%. Em segundo lugar fica delegado Waldir (UB), com 15%. Vale ressaltar que Perillo ainda não decidiu se disputará o Senado. Empatados com 10%, João Campos (Republicanos) e Alexandre Baldy (PP) dividem o terceiro lugar. Na sequência aparecem: Zacharias Calil (UB) com 6%, Wilder Morais (PL) com 4%, Lissauer Vieira (PSD) e Luiz do Carmo (PSC) com 2%, Leonardo Rizzo (Novo) com 1%. Apareceram com 0% das intenções de voto: Denise Carvalho (PCdoB), Reinaldo Pantaleão (UP), Manu Jacob (PSol) e Cristiano Cunha (PV). Dos participantes da pesquisa, 17% optaram por “brancos ou nulos” e 15% não sabem ou não responderam.

Macedo pondera que apesar do destaque de Waldir Soares nas pesquisas, ele possui um quadro menor de aglutinação de apoios e destaca a importância de “compor com outros partidos”. “Respeitando todos os demais pretensos concorrentes ao Senado, a gente entende que, primeiro tem o caminho da união,  e segundo, a gente entende que o nome do Lissauer, pela maneira como ele somou esforços com a Alego em favor do governo de Goiás, ajudando a gestão, e também por ele ter recebido muito mais apoio de outros partidos, é diferente dos outros pré-candidatos”, justificou.

Apesar do partido ter declarado apoio à reeleição do governador Ronaldo Caiado, Eduardo Macedo comentou que “um ou outro” dos filiados apoiam outras candidaturas, mas que isso não afeta a coesão do partido. “Houve o encontro dos 60 pré-candidatos do partido e não houve nenhuma manifestação que pudesse representar um percentual relevante. É claro que existe um ou outro caso, mas o PTB segue coeso”, pontuou. “Um ou outro, devido seus próprios perfis, tem interesse em outras candidaturas. Mas são fatos isolados”, completou.

Veja Também