Sexta-feira, 03 de fevereiro de 2023

TSE aprova contas de campanha de Lula e Alckmin

Segundo o relator, ministro Ricardo Lewandowski, não foram identificadas "improbidades e irregularidades que maculem a higidez da prestação de contas"

Postado em: 07-12-2022 às 08h09
Por: Francisco Costa
Segundo o relator, ministro Ricardo Lewandowski, não foram identificadas "improbidades e irregularidades que maculem a higidez da prestação de contas" (Foto: Reprodução)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou as contas da campanha de Lula (PT) e Geraldo Alckmin (PSB), ainda na terça (6), por unanimidade. Segundo o relator, ministro Ricardo Lewandowski, não foram identificadas “improbidades e irregularidades que maculem a higidez da prestação de contas”.

“Considerando que as ocorrências apontadas pela unidade técnica encontram-se plenamente superadas, ante a apresentação de esclarecimentos e documentos hábeis a rebatê-las, reconheço a integral regularidade da movimentação financeira ora submetida ao escrutínio do Tribunal Superior Eleitoral”, escreveu o magistrado.

Depois disso, o presidente do TSE, Alexandre de Moraes, proclamou Lula e Alckmin como presidente e vice. Em 12 de dezembro, ocorre a diplomação da dupla, uma cerimônia que vale como um reconhecimento de que os candidatos venceram o pleito.

Continua após a publicidade

Vale lembrar, a área técnica do TSE chegou a indicar supostas irregularidades em R$ 620 mil de gastos durante a campanha e pediu explicações ao presidente eleito – o que foi feito. Posteriormente, com as justificativas, o Ministério Público Eleitoral (MPE) recomendou a aprovação com parecer do vice-procurador-geral Eleitoral, Paulo Gonet.

Veja Também