Suspeito de latrocínio teria torturado engenheira até a morte, em Bonfinópolis

Postado em: 19-06-2021 às 15h41
Por: Carlos Nathan Sampaio
Crime está sendo investigado pela Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) | Foto: reprodução

Uma engenheira eletricista aposentada da Saneago, de 70 anos de idade, foi encapuzada, amarrada, torturada e morta, durante um assalto a sua residência, na noite desta sexta-feira (18/06), em Bonfinópolis, região do município de Senador Canedo, a 35 quilômetros de Goiânia. O corpo da engenheira foi encontrado por um militar e o crime está sendo investigado pelo Grupo de Latrocínio da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic).

De acordo com as informações divulgadas por autoridades, a vítima sofreu um assalto há cerca de um mês. Na ocasião, dois dos três assaltantes foram presos. O terceiro, reconhecido pela voz, está solto e integra uma família conhecida e rica na cidade onde o latrocínio aconteceu. Ainda segundo informes, o ou os assaltantes reviraram a residência para levar o carro da vítima, assim como um aparelho celular e uma televisão. O veículo foi encontrado totalmente em Senador Canedo.

Compartilhe: