Cientistas criam tinta que mantém temperaturas em 8ºC

Com temperaturas nas alturas no Brasil, superando recordes em Goiânia, uma boa notícia chega do Norte. Um grupo de cientistas da Universidade

Postado em: 20-09-2021 às 11h41
Por: Nielton Soares
Criadores do produto entraram para o Guinness, o livro dos recordes mundiais. Ambientes com a tinta não necessita de ar-condicionado | Foto: divulgação

Com temperaturas nas alturas no Brasil, superando recordes em Goiânia, uma boa notícia chega do Norte. Um grupo de cientistas da Universidade de Purdue, nos Estados Unidos, criou uma tinta extremamente branca, que chegou a entrar para o livro dos recordes mundiais, o Guinness.

Mas o novo produto não chama a atenção apenas pelo excesso de brancura. É que a cor é capaz de manter locais com cerca de 8º, apesar de altas temperaturas, segundo os criadores.   

Além de manter um clima de ar-condicionado, segundo os cientistas, a tinta economiza energia e contribui na preservação do meio-ambiente.

Continua após a publicidade

Em nota, o grupo afirma que a tinta é capaz de resfriar salas mais do que qualquer ar-condicionado. Para tanto, eles pintaram um telhado de 93 metros quadrados de área e conseguiram atentar um resfriamento de 10 quilowatts.

“Quando iniciamos este projeto há cerca de sete anos, tínhamos em mente a economia de energia e o combate às mudanças climáticas”, relembrou Xiulin Ruan, professor de Engenharia Mecânica em Purdue, em um comunicado.

Carvão

Por outro lado, nos Estados Unidos, o carvão ainda é a principal fonte de energia elétrica para muitos estados. Se o produto viabilizar-se, para os norte-americanos serão mais uma alternativa de reduzir a dependência de fontes não renováveis de energia e que agride o meio-ambiente. E para o lado daqui do hemisfério, será uma contribuição para amenizar o calor e também reduzir os custos com eletricidade.

Veja Também