Armas inteligentes que utilizam tecnologia para efetuar disparos começam a ser vendidas nos EUA

Protegidas por um dispositivo de identificação por radiofrequência, as armas só disparam quando um chip embutido se comunica com outro usado pelo usuário em um anel ou pulseira.

Postado em: 14-01-2022 às 09h31
Por: Alexandre Paes
Protegidas por um dispositivo de identificação por radiofrequência, as armas só disparam quando um chip embutido se comunica com outro usado pelo usuário em um anel ou pulseira. | Foto: SmartGunz/Divulgação

Uma empresa de Idaho, anunciou uma pistola inteligente de 9 mm que está sendo testado por policiais do estado do Kansas. As armas de fogo [como são comumente chamadas] é um dos equipamentos mais controversos nos Estados Unidos (EUA), no entanto, as armas inteligentes só disparam nas mãos de usuários autorizados.

Para garantir a segurança de quem portar o equipamento, os desenvolvedores integraram um leitor de impressão digital e um chip de comunicação de proximidade ativado por app de celular, e um PIN pad como backup. O equipamento pode ser programado para uso por múltiplos usuários.

O desenvolvimento do equipamento inteligente veio após diversos casos de disparos automáticos que ocorriam, e principalmente das muitas histórias sobre crianças baleadas enquanto brincavam com uma arma sem a presença de um responsável. Com tecnologia que identifica a identidade do portador, as armas inteligentes podem reduzir suicídios e inviabilizar o uso de armas perdidas ou roubadas.

Continua após a publicidade

O leitor de impressão digital desbloqueia a arma em microssegundos, mas o sinal de comunicação de campo próximo depende da abertura do aplicativo no smartphone. Protegidas por um dispositivo de identificação por radiofrequência, as armas só disparam quando um chip embutido se comunica com outro usado pelo usuário em um anel ou pulseira.

As armas serão vendidas em dois modelos: um destinado a forças policiais, com preço de venda unitário de US$ 1.795 (R$ 10 mil), e outro para civis, a US$ 2.195 (R$ 12,2 mil) a unidade.

Veja Também