Agente público da Receita Estadual é preso por crimes de corrupção passiva e falsidade ideológica em Goiânia

Postado em: 19-04-2022 às 16h25
Por: Rodrigo Melo
A pasta também informou o afastamento preventivo do servidor do exercício de suas funções de auditor até a apuração criminal. | Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil de Goiás prendeu, nesta segunda-feira (18), em Goiânia, um auditor fiscal da Receita Estadual investigado pelos crimes de corrupção passiva e falsidade ideológica. Além do cumprimento do mandado de prisão preventiva, foram ainda cumpridos mandados de busca e apreensão e de afastamento da função pública.

De acordo com a apuração da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap), os crimes teriam sido praticados durante trabalho de fiscalização no município de Urutaí, a 168 quilômetros de Goiânia.

O suspeito teria solicitado o pagamento de quantias em dinheiro para um contribuinte, prometendo destruir o termo de apreensão de uma carga de gado transportada. Entretanto, foi verificado que o termo apenas teria sido lavrado após a inclusão de informações falsas pelo auditor fiscal no documento.

Foto: Polícia Civil

Durante o cumprimento dos mandados, foram apreendidos aparelhos eletrônicos e documentos que serão agora analisados. As investigações continuam para verificar a existência de outros possíveis crimes, além da identificação de outros envolvidos na prática criminosa.

Em nota, a Secretaria de Estado da Economia afirmou que “a Corregedoria Fiscal procedeu a instauração de Processo Administrativo Disciplinar (PAD), conforme ato publicado no Diário Oficial do Estado no dia 18 de fevereiro de 2022”. A pasta também informou o afastamento preventivo do servidor do exercício de suas funções de auditor, publicada no Diário Oficial do Estado, que permanece até a conclusão do PAD e da apuração criminal.

Compartilhe: