21 de março de 2019 - quinta-feira

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cultura
PETS
10-01-2019 | 06h00
O que fazer para que os animais não sofram com o verão
Cães e gatos também precisam de cuidados especiais na estação com temperatura mais elevada do ano

Redação

No verão, se calor é uma temperatura difícil de suportar pelos humanos, imagina para os animais domésticos que possuem pelos por todo o corpo? Os bichinhos também necessitam de cuidados e proteção durante a estação mais quente do ano. Confira algumas dicas!

Passeios e Proteção

No verão, é fundamental evitar passeios em horários com sol a pino. O ideal para isso, tanto para os animais quanto para o dono, é que essas saídas ocorram no início da manhã e fim da tarde.

Caso vá sair com seu animal de estimação ou mesmo deixá-lo brincar no sol, é importante passar protetor solar, de uso veterinário, prioritariamente em volta dos olhos, em cima do nariz e nas orelhas.

Os sapatinhos devem ser abolidos no verão pois impedem a troca de calor através das patas e prejudicam os animais, mesmo que tal medida evite sujeira. E sempre é bom testar a superfície em que irá passear com o cão, pois, como a sensação de calor dos pets é maior que a nossa, isso pode gerar desconforto e queimaduras.

Banho e Tosa

Durante a estação, recomenda-se dar vários banhos por dia nos cães e gatos para refrescá-los. Entretanto, os banhos não devem ser dados em quantidade excessiva, pois os produtos usados podem remover a gordura natural produzida pelo organismo dos bichanos e deixá-los com a pele frágil e ressecada, o que pode ocasionar vários problemas como alergias e infecções. Além disso, é importante tosar os animais e deixando com os pelos curtos.

Hidratação

Os cães bebem, em média, entre 40 ml e 60 ml por quilo que possuem. A hidratação torna-se mais importante durante e após caminhadas e exercícios praticados nos horários mais quentes do dia, ajudando a baixar a temperatura corporal e evitando hipotermia.

Fique atento! A elevação das temperaturas é propícia para o surgimento de parasitas como carrapatos e pulgas, que se desenvolvem em locais quentes e úmidos. Para evitar isso, é importante deixar as vacinas e medicações em dia.

E para finalizar, outra ação que pode e deve ser evitada é deixar cães ou gatos, mesmo que por pouco tempo, sozinhos em veículos. Isto porque ambientes fechados podem gerar problemas como estresse e insolação. 

(62) 3095-8700