15 de outubro de 2018 - segunda-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Política
Mandato
10/10/2018 | 06h00
Recém-eleito governador, Caiado monta transição robusta
Democrata afirmou que pretende divulgar o nome de seus representantes em breve, e que prepara um time maior do que o do Governo

Lucas de Godoi*

Dois dias após ser eleito em primeiro turno para governar Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) afirmou nesta terça-feira que ainda vai definir os nomes para a equipe de transição do governo. A ideia é indicar os representantes com antecedência, para que possa o quanto antes, ter conhecimento da situação fiscal do Estado e dos compromissos assumidos pela atual gestão. O próximo governador do Estado também ressaltou que sua equipe deverá ser reforçada para traçar um panorama real. 

“Recebi o telefonema do atual governador colocando à disposição a equipe de transição. Como de manhã teremos uma reunião da executiva para tratar de temas nacionais, à tarde me preparei para definir uma equipe de transição talvez maior do que a que foi apresentada pelo governo. Queremos ter uma situação real da situação fiscal do Estado e de outros compromissos que será preciso quitar”, explicou em entrevista à Rádio Sagres 730.

Segundo o governador eleito, a Controladoria Geral da União já tem o papel de controle interno da gestão pública e os representantes das pastas escolhidas posteriormente por ele terão a obrigação de analisar os contratos do Estado e buscar a sua efetividade para a vida dos cidadãos.

“Em relação aos contratos, os secretários terão a obrigação de analisá-los. Vamos avaliar se os programas têm como consequência lógica levar qualidade de vida ao cidadão. Se não tiverem, não tem porque existir. O custo do Estado deve ser diminuído. E onde o governo pode cortar?  Nas áreas que são ineficientes ao cidadão. É fundamental essa análise de cada órgão do Estado”, defendeu.

Ronaldo Caiado também reafirmou que irá compor um secretariado altamente eficiente em seu governo. “O compromisso que temos nesse momento é dar ao cidadão um secretariado formado por pessoas que estejam acima de qualquer suspeita e totalmente qualificadas para assumir suas secretarias. Nunca trabalhei buscando assessoria submissa. Quero que os secretários sejam extremamente competentes”, assegurou.

Sobre a relação com os prefeitos, o governador eleito afirmou que fará com eles parcerias e não irá olhar em momento algum para questões partidárias. “Ao chegar ao governo vamos construir parcerias importantes para que haja celeridade nas demandas dos prefeitos. A eleição acabou dia 7 e não cabe a nós ficar em queda de braço. O cidadão que está nos ouvindo não quer saber de tititi. Ele quer saber como está a segurança na rua dele, se tem vaga para atender o doente. Não vou desviar desse foco, de dar satisfação ao eleitor”, garantiu.

Outra preocupação do atual senador é em prestar contas à sociedade. Por isso Ronaldo Caiado afirmou que buscará uma relação mais próxima com a imprensa para levar ao conhecimento da sociedade o trabalho desenvolvido no governo. “Sempre defendi uma abertura para que possa falar com imprensa com mais frequência e possa fazer o relato de momento do Estado, além de debater e ouvir as críticas. Terei total transparência nas ações. O objetivo de governar é dar a Goiás a dimensão que ele merece. Eleição é só uma primeira etapa. O governante se consolida no último dia do governo. Aí sim você pode avaliar se ele é bom ou  não”, afirmou.

Na entrevista à rádio Sagres, Ronaldo Caiado afirmou também que irá dar continuidade a obras inacabadas do governo. “O prejuízo de Goiás é de quase R$ 2 bilhões em obras paradas. Tudo que foi prometido nos últimos 20 anos ficou em obras paradas. Eu não tenho essa ideia e nem pretensão de fazer grandes obras. Vamos fazer as obras necessárias para melhorar a vida dos cidadãos e concluir as que estão aí”, disse.

Questionado sobre como será o relacionamento com o Legislativo, Ronaldo Caiado lembrou que passou grande parte da carreira política na função de legislador e saberá como tratar com o respeito necessário a oposição. “Vou pedir audiência com cada deputado. Respeito a oposição. Sou um político que entende que não tem nenhuma situação que possa substituir o estado democrático de direito. Respeitarei as posições dos deputados. As matérias serão apresentadas aos deputados antes de ir para Assembleia para que as dúvidas sejam sanadas. Tenho longa experiência como parlamentar e não tem nada mais afrontoso do que quando as coisas chegam sem se dar satisfação. Não terá gesto de esperteza no apagar das luzes, nenhuma lei de duração de 7 dias. Terei todo o respeito com o Legislativo de Goiás”, afirmou.

Ronaldo Caiado viaja na manhã de hoje a Brasília, onde participa de reunião da executiva nacional do Democratas para definir o posicionamento na disputa nacional. À tarde ele participará de reunião de líderes no Senado e também de reunião para definir os nomes da equipe de transição do governo. (* Especial para O Hoje) 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)