Sábado, 18 de janeiro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Política

Ex-presidente do Pros, acusado de agredir filha, falta a depoimento

Postado em: 13-01-2020 às 17h30
Defesa de Eurípedes Júnior encaminhou petição, solicitando o afastamento do delegado por suspeição e apontando-o como inimigo do político – Foto: Reprodução.

Nielton Soares

Acusado de agredir fisicamente uma das filhas, o ex-presidente do Pros, Eurípedes Júnior não compareceu ao depoimento que estava marcado para a tarde desta segunda-feira (13), na Delegacia de Atendimento a Mulher, em Planaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, a 259 km de Goiânia. 

O político foi intimado pela polícia, depois que uma das filhas registrou ocorrência de uma suposta agressão que aconteceu na sede do partido. 

A petição enviada pela defesa informou que Eurípedes não compareceu devido a compromisso em Brasília, porém irá se manter em silêncio. 

Por outro lado, o documento solicita a suspeição do delegado acerca do caso, pedindo o afastamento dele, apontando o profissional como um "inimigo capital" de Eurípedes.

Já o delegado Cristiomario Medeiros informou que o inquérito será concluído até o fim desta semana. O policial rebateu ainda que seja inimigo do acusado. 

Já a filha de Eurípedes, que tem 19 anos, está sob medida protetiva, a qual determina que o agressor deva ficar no mínimo 200 metros de distância da vítima. 

Leia mais:

Presidente do PROS é acusado de agredir a filha, em Planaltina  

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar