Goiás recebe maior remessa de imunizantes contra a Covid-19

Postado em: 03-05-2021 às 17h03
Ao total foram 211 mil vacinas do consórcio Oxford/AstraZeneca, produzidas pela Fiocruz. Governador espera terminar imunização de idosos com 60 anos ou mais e avançar na proteção de pessoas com comorbidades, deficiência permanente, grávidas e puérperas | Foto: reprodução

O Governo de Goiás recebeu, nesta segunda-feira (03/5), mais 211 mil doses de imunizantes para o combate da Covid-19. A 17ª remessa enviada pelo Ministério da Saúde (MS), contém a maior quantidade de vacinas já encaminhada pelo Estado. As unidades destinadas para a primeira dose são todas do consórcio Oxford/AstraZeneca, produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). De acordo com o governador Ronaldo Caiado, com a nova remessa a meta é terminar imunização de idosos com 60 anos ou mais e avançar na proteção de pessoas com comorbidades, deficiência permanente, grávidas e puérperas.

As doses serão repassadas nesta segunda-feira (03/5) às 18 Regionais da Saúde espalhadas pelo Estado, para que sejam distribuídas aos 246 municípios goianos. “Temos um declínio no número de solicitações de leitos de UTI, já que avançamos bastante em toda faixa etária até próximo dos 60 anos de idade”, diz o governador. “Vemos, agora, jovens acometidos com mais frequência. Solicitamos a todos que mantenham o uso de máscara, higienização das mãos e o afastamento. Isso é fundamental”, enfatiza.

O Estado recebe ainda, na madrugada desta terça-feira (04/5), a primeira leva de imunizantes da Pfizer/BioNTech, terceira vacina a ter o uso aprovado no Brasil. Serão 17.550 doses encaminhadas aos goianos, todas também para a aplicação inicial. A previsão de chegada dos imunizantes no Aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia, é 0h10. Eles serão utilizados integralmente na capital, por conta da necessidade de armazenamento especial em baixas temperaturas. “Se Deus quiser, eu acredito que vamos evoluir rapidamente com a vacinação, e temos tudo para ter um prognóstico até o final do ano extremamente favorável”, diz o governador.

No último sábado (1º/05), outras 11.800 doses da Coronavac, produzida pelo laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, desembarcaram em Goiás. A remessa será destinada à aplicação da segunda dose. Com isso, grupos prioritários como idosos, trabalhadores da área da saúde e das forças de segurança, salvamento e armadas terão a imunização completa encaminhada.

“Todas as vacinas passaram por um crivo rigoroso, por testes. Todas têm seu grau de segurança comprovada. Nós precisamos vacinar o mais breve possível”, lembra o secretário de Estado de Saúde, Ismael Alexandrino.

Goiás já recebeu, até o momento, 1.826.480 doses, sendo 1.211.280 da Coronavac e 615.200 da AstraZeneca. Levantamento realizado pela SES-GO mostra que, até às 15h do dia 1° de maio, referente à primeira dose, 920.204 pessoas foram imunizadas. Já da segunda dose, são 467.101 vacinas aplicadas. Os dados são preliminares.

Atualização

O governo estadual solicita aos municípios que atualizem as informações sobre as vacinas aplicadas, conforme pacto concretizado na Comissão Intergestores Bipartite (CIB). As informações devem ser administradas, de forma obrigatória, no módulo Covid-19 do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI Covid-19).

“Nós precisamos pedir empenho especial dos prefeitos, secretários de Saúde de todos os municípios, para que concluam o relatório até 60 anos para que possam receber as outras doses que serão direcionadas a pessoas com comorbidades”, diz o governador. “É fundamental que cada município assuma a responsabilidade de fazer o relatório final para que possamos passar para a segunda etapa, de acordo com o Plano Nacional de Imunização”, conclui.

Por: Redação
Compartilhe: