Projeto prevê atendimento psicológico a profissionais de educação da rede municipal de Goiânia

Postado em: 03-09-2021 às 18h28
Por: Maria Paula Borges
Vereadora Aava Santiago propõe que serviço seja oferecido por meio de parcerias com núcleos de prática em psicologia de ensino superior | Foto: Reprodução

A vereadora Aava Santiago (PSDB) protocolou o projeto de lei para instituir o programa Educadamente, que prevê atendimento psicológico a professores e servidores da rede municipal de Goiânia. A fim de viabilizar o serviço, o texto prevê parcerias com núcleos de prática em psicologia das instituições de ensino superior da capital.

“Temos que zelar pela saúde mental desses profissionais que enfrentam um enorme desgaste emocional. Não bastassem a sobrecarga de trabalho, salários baixos, longas distâncias até as escolas e envolvimento no drama dos alunos, agora eles ainda precisam lidar com as consequências da crise imposta pela pandemia no sistema de educação, como a dupla jornada – remota e presencial”, argumenta.

A matéria segue para a Comissão de Constituição e Justiça e, depois, para dois turnos de votação em plenário. Segundo o texto, caberá ao poder público municipal estabelecer critérios para cadastramento e credenciamento das instituições de ensino superior, e para triagem dos profissionais que serão encaminhados a atendimento. Se aprovada a lei, esses critérios deverão ser regulamentados pela prefeitura no prazo de três meses.

Compartilhe: