Decon e Vigilância Sanitária apreendem meia tonelada de produtos em fábrica clandestina de temperos

De acordo com os agentes, a ação policial tem o objetivo de preservar a saúde do consumidor goiano, evitando a ingestão de produtos inadequados ao consumo humano

Postado em: 05-05-2022 às 11h47
Por: Alexandre Paes
De acordo com os agentes, a ação policial tem o objetivo de preservar a saúde do consumidor goiano, evitando a ingestão de produtos inadequados ao consumo humano | Foto:

Nesta terça-feira (4/5), a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon) em conjunto com a Vigilância Sanitária de Goiânia, cumpriram um mandado de busca e apreensão em uma casa na capital, que estava sendo utilizada como fábrica clandestina de temperos. A ação resultou na apreensão e inutilização de mais de meia tonelada de gêneros alimentícios, tais como pimenta do reino, malagueta, conserva de pequi, jurubeba, alho, sorbato, produtos diversos sem origem de procedência e rótulos ilícitos.

No local, produtos eram processados, condicionados e embalados sem condições mínimas de higiene. A fábrica funcionava sem alvará de autorização sanitária, além de fraudar os rótulos dos produtos alimentícios, ostentando fabricantes com CNPJ inexistentes. Todos os produtos apreendidos foram encaminhados para o aterro sanitário para o descarte.

De acordo com os agentes, a ação policial tem o objetivo de preservar a saúde do consumidor goiano, evitando a ingestão de produtos inadequados ao consumo humano, seja pela inadequação sanitária, seja pela completa desinformação acerca da origem de procedência dos alimentos. O Delegado Titular da Decon que preside o Inquérito Policial, informou que o responsável pela atividade ilícita será indiciado por prática de crime contra as relações de consumo.

Veja Também