Evento marca posse da nova gestão da Associação Empresarial da Região da 44; confira

Revitalização da Região da 44 e apoio para divulgação nacional do pólo confeccionista estão entre os desafios da nova direção

Postado em: 09-08-2022 às 16h02
Por: Ícaro Gonçalves
Revitalização da Região da 44 e apoio para divulgação nacional do pólo confeccionista estão entre os desafios da nova direção | Foto: Fernando Leite
Lauro Naves foi empossado novo presidente executivo da AER44 | Foto: Fernando Leite

A Associação Empresarial da Região da 44 (AER44) deu posse nesta terça-feira (9/8) à nova diretoria da associação. A cerimônia marcou investidura do empresário e administrador Lauro Naves como novo presidente executivo da AER44, além dos novos gestores eleitos para o biênio 2022/2024 que passam a representar cerca de 92 empreendimentos da região. O evento foi promovido no Mega Moda Park, no Setor Central.

No discurso de posse, Naves destacou os desafios enfrentados e os avanços conquistados pelos empresários da região. Ele mencionou os projetos em estudo que buscam melhorar a acessibilidade da região, proporcionando qualidade aos compradores e investidores que chegam de diferentes partes do país.

Entre os desafios da nova gestão, está o andamento do projeto de revitalização da Região da 44, conseguir apoio do governo do Estado para campanha de divulgação nacional do polo confeccionista e a consolidação do Cinturão da Moda, programa que envolve municípios do interior de Goiás e foi desenvolvido por meio de parceria entre a Secretaria Estadual de Indústria e Comércio (SIC) e a AER44.

Continua após a publicidade

Assista a fala do novo presidente executivo da AER44, Lauro Naves:

Participação

O governador Ronaldo Caiado e mais de 20 prefeitos goianos participaram da posse da nova Diretoria da Associação Empresarial da Região da 44 (AER44). Também estiveram no evento o presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Romário Policarpo, e representantes de entidades empresariais, como a Associação Comercial e Industrial de Goiás (Acieg) e a Federação das Associações Empreendedoras, Comerciais, Industriais, de Serviços, de Tecnologia, de Turismo e do Terceiro Setor do Estado de Goiás (Faciest).

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), mencionou o fluxo de pessoas que passam pela região da 44, e observou que o número tende a crescer. “Nosso desafio é fazer da Região da 44 o primeiro polo de moda do país”, afirmou. “Porém, precisamos atrair esses compradores e investidores dando a eles acessibilidade e qualidade, por isso, estudamos projetos que vão otimizar a mobilidade para todos, tanto pedestres quanto ciclistas e motoristas”, continuou o prefeito.

O prefeito da capital elencou, ainda, o que já foi realizado em prol da região, bem como projetos sob avaliação. “Aqui, demos continuidade a obras iniciadas na gestão passada, com destaque para o Viaduto da Moda Regina Pimenta Peixoto, entregue em setembro de 2021, para beneficiar comerciantes e motoristas que trafegam pela Marginal Botafogo”, lembrou.

Leia também: Lojistas da 44 esperam aumento nas vendas para Dia dos Pais

Já o governador Ronaldo Caiado (UB) salientou importância da parceria entre as esferas municipal e estadual, que proporciona resultados em diferentes áreas, como saúde, segurança e mobilidade. “Várias medidas, por mais duras que fossem, foram tomadas no sentido de preservar vidas, e hoje estamos aqui comemorando a retomada da economia”, disse.

Carlos Luciano Martins Ribeiro, conselheiro e presidente do Grupo Mega Moda, mencionou o programa Cinturão da Moda, iniciativa estadual lançada em fevereiro deste ano para impulsionar os setores de confecção e moda em 30 municípios de pequeno porte.

O objetivo é movimentar a economia a partir da geração de cerca de 100 mil novos postos de trabalho na indústria da moda, além da conexão com o polo da Região da 44 para suprir a demanda por mão de obra. Ribeiro ressaltou que “a moda é sinônimo de turismo de negócios, por isso, precisamos desenvolver essa região, inclusive sob o ponto de vista da infraestrutura, como assistimos pelo viaduto e continuidade das obras”, disse.

Polo confeccionista

A região da 44 é, hoje, o segundo maior polo de distribuição de confecção e moda do Brasil, e o maior do Centro Oeste. A estimativa é de que 250 mil pessoas passem pelas 17 mil lojas distribuídas em 600 mil metros quadrados de área, semanalmente. Sobre a importância da região para a economia da capital e do estado, Rogério Cruz destaca projetos relacionados à mobilidade, sob estudo, e incentivos ao desenvolvimento econômico.

Veja Também