250 mil vacinas contra Covid em Goiás vencem essa semana

Negligências dos pais influencia na perda de vacina

Postado em: 28-09-2022 às 09h00
Por: Sabrina Vilela
Negligências dos pais influencia na perda de vacina | Foto: Paulo José

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) informa que há no estoque da pasta, 33 mil doses de CoronaVac com vencimento para este mês de setembro. São doses destinadas às crianças, conforme determinação do Ministério da Saúde (MS). A secretaria aponta que os pais têm negligenciado a vacinação dos filhos, o que explica o volume elevado de vacinas que podem perder a validade. 

Ainda não há definição do MS sobre o que será feito com as vacinas que estão com data de validade próxima. Em algumas situações o Ministério prorroga o prazo de validade e em outros é feito o recolhimento. Cada pessoa tem uma data para fazer o segundo reforço, portanto, não é possível avaliar quantas pessoas faltam. A SMS reforça ainda que a procura por essa vacina não tem relação com as próximas doses de vencimento. 

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) destaca que  não possui estoque de vacinas contra a Covid-19 na Central de Rede de Frio e que no sistema oficial do Ministério da Saúde consta um total de 180.000 doses nos municípios. Contudo, esse dado pode estar desatualizado pois depende que os municípios façam atualização das informações. 

Continua após a publicidade

Diante da situação a SES fez um levantamento do quantitativo de doses armazenadas nos municípios com data de vencimento em 30 de setembro e, de acordo com essas informações, consta nos municípios aproximadamente 250.680 doses. A secretaria ressalta que esses dados são dinâmicos.

Maior quantitativo de vacinas perdidas 

A população pode comparecer para se vacinar e levar os filhos acima de 3 anos ainda ao longo dessa semana. Por se tratar de um número dinâmico não é possível dizer com exatidão a quantidade de vacinas que irão vencer ao final do mês, mas acredita-se que esse seja o maior quantitativo de vacinas perdidas desde o início da vacinação em 2021. 

Gerente de Imunização da SES-GO, Clarice Carvalho destaca que no último levantamento, realizado no começo de setembro pela secretaria junto aos municípios, estima-se que em média estão 250 mil doses armazenadas nas centrais municipais de rede de frios e sala de vacinas. “Como é um número dinâmico a gente estima perder, caso ocorra, um número bem menor que 250 mil doses”, destaca Carvalho. 

Ela ressalta ainda que apesar da baixa procura nas faixas de 3 a 4 anos, as doses ainda são aplicadas. Essa é a melhor alternativa para evitar a doença de forma grave. A vacina da Corona Vac está indicada para toda a população a partir dos 3 anos de idade.

“Verificamos que muitos pais têm aquela falsa sensação de segurança, falta de percepção do risco de que o vírus não está mais circulando e que a criança não corre risco de adoecer com as formas graves da doença. Mas o vírus circula, têm pessoas adoecendo, mas as pessoas vacinadas não são atingidas pelas formas graves da doença”. 

Toda vacina vencida é descartada conforme as normas vigentes do descarte de imunobiológicos. Ela apenas pode ser administrada quando está dentro do prazo de validade. Quando os órgãos de controle, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), permite que a vacina tenha data de validade maior após o prazo de vencimento, isso é comunicado aos estados devido a segurança. Até  o momento não tem orientação do MS para estender o prazo dessas vacinas. 

Cobertura vacinal 

A gerente de imunização destaca que a vacina contra a Covid está disponível para toda a população. Em Goiás, indivíduos de 18 anos ou mais, estão com a cobertura vacinal de 91,4% de primeira dose aplicada. Com a segunda dose de reforço a cobertura é de 86%. 

Clarice Carvalho informa que a procura por doses de reforço na população goiana diminuiu. ” A dose de reforço é importante para melhorar a resposta imunológica. É importante se vacinar de acordo com o esquema preconizado para cada faixa etária”. 

Para evitar perder tantas vacinas, a SES-GO trabalha junto com os municípios por meio de estratégias para melhora da adesão e disponibilizar de acordo com as datas de vencimento. Isso é feito por meio de campanhas, levar a vacina até a pessoa ou priorizar as doses de vacinas próximas da data de vencimento. (Especial para O Hoje)

Veja Também