Sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Feirantes da Feira Hippie reclamam de mudança para Praça do Trabalhador, em Goiânia

A queixa de muitos que trabalham no local é que não houve sorteio para definição de ocupação

Postado em: 05-12-2022 às 12h16
Por: Mariana Fernandes
A queixa de muitos que trabalham no local é que não houve sorteio para definição de ocupação | Foto: Prefeitura de Goiânia

Alguns dos feirantes que trabalham na Feira Hippie reclamaram do descaso e falta de organização do poder público devido ao remanejo para a Praça do Trabalhador neste fim de semana, em Goiânia. A queixa de muitos que trabalham no local é que não houve sorteio para definição de ocupação. Além disso, eles denunciam que os ambulantes não são regulamentados e têm ocupado o lugar de quem paga os impostos.  

“Eu sou registrada há quase 20 anos, pago o meu imposto e não tenho lugar para montar minha banca aqui na praça, pois ambulantes vieram para cá e ocuparam nosso lugar ”, denuncia uma feirante, que prefere não ser identificada.  

A recolocação das bancas na praça do trabalhador foi definida durante uma reunião da Secretaria de Desenvolvimento da Prefeitura de Goiânia e a Associação de Feirantes. O principal problema acontece na hora de arrumar as barraquinhas, pois muita gente não seguiu o combinado. 

Continua após a publicidade

“O problema que causou toda essa confusão é que tem gente com dois registros e ocupa quatro bancas. Isso infelizmente são feirantes que agem de má fé”, explica Waldivino da Silva, presidente da Associação dos Feirantes da Feira Hippie.  O presidente explicou, ainda, que uma reunião irá acontecer nesta segunda-feira (10) para tentar resolver os problemas do primeiro final de semana da feira no local.

A reportagem tentou contato com a Secretaria de Desenvolvimento e Economia Criativa (Sedec), mas ainda não obteve retorno.

Veja Também