Queda das Muralhas de Jericó promete agitar ‘A Terra Prometida’

Depois de atravessar o Rio Jordão de maneira milagrosa, o povo hebreu contará novamente com o poder de Deus na importante missão de conquistar a Terra Prometida de Canaã

Postado em: 17-10-2016 às 06h00
Por: Redação
Depois de atravessar o Rio Jordão de maneira milagrosa, o povo hebreu contará novamente com o poder de Deus na importante missão de conquistar a Terra Prometida de Canaã

Depois de atravessar o Rio Jordão de maneira milagrosa, o povo hebreu contará novamente com o poder de Deus na importante missão de conquistar a Terra Prometida de Canaã. As gigantescas e imponentes muralhas, que cercam o reino de Jericó, deixarão de ser obstáculos ao desmoronarem diante do Exército de Israel. Sob a liderança de Josué, os guerreiros hebreus vão aproveitar esta intervenção divina para conquistar a cidade de Jericó, dando assim um importante passo na busca do território sagrado prometido por Deus.

Orientado pelo Senhor Altíssimo, o povo de Israel dará sete voltas em torno da cidade e, ao som das trombetas dos levitas, presenciará as muralhas ruírem à sua frente. Confiantes no poder divino, os guerreiros hebreus invadem a cidade de Jericó e tomam o palácio de Marek  e Kalesi. Sob o comando do líder Josué, o povo hebreu conquista a cidade de Jericó. 

A maior parte das cenas da queda das muralhas foi gravada no segundo bimestre deste ano, pois começaram a ser exibidas no primeiro capítulo da novela. No entanto, de acordo com o diretor geral Alexandre Avancini, as últimas tomadas foram finalizadas neste mês.
As filmagens  fizeram parte de uma superprodução. As cenas foram rodadas na cidade cenográfica, próxima aos estúdios da produtora Casablanca, em Vargem Grande, Rio de Janeiro, e no interior do Estado. Além de utilizar mais de 50 cavalos, foram necessários de 200 a 300 figurantes por dia de filmagem.

Continua após a publicidade

O diretor Alexandre Avancini explica as principais diferenças deste capítulo especial para os outros já exibidos pela emissora: “Desta vez, o Exército de Israel é um exército montado a cavalo. Nós não tínhamos isto em Os Dez Mandamentos. Agora, temos os hebreus montados, aparamentados, e todas as cenas envolvem dezenas de animais; a gravação é sempre mais complexa. Além disso, tem a parte da computação gráfica, que envolve as multiplicações de pessoas e planos gerais”, conclui.

Segundo o autor da trama, Renato Modesto, este momento marca o fim da primeira parte da novela e o começo de uma nova fase no folhetim. “A queda das muralhas marca o fim da primeira fase, que podemos chamar de ‘Fase Jericó’, e dá início a uma nova fase, a ‘Fase Ai’. Ai é o próximo reino que os hebreus vão enfrentar. Serão muitas aventuras até chegar o momento de uma nova e desafiadora batalha”, revela. 

A sequência destas cenas está prevista para ir ao ar, a partir de hoje (17), às 20h30.

Veja Também