Projeto incentiva leitura em gestantes e jovens

200 livros literários compõem o armário do Cantinho da Leitura

Postado em: 26-10-2016 às 06h00
Por: Redação
200 livros literários compõem o armário do Cantinho da Leitura

O Centro Social Dona Gercina Borges – da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) – inicia hoje, quarta-feira, dia 26, às 15h, o Projeto Cantinho da Leitura. A iniciativa é uma parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi) e tem o objetivo de despertar nas adolescentes grávidas e jovens mamães atendidas na unidade o interesse pela leitura, além de evitar a evasão escolar. A iniciativa deve beneficiar mensalmente cerca de 80 gestantes e mães.

O Cantinho da Leitura terá um armário do conhecimento com 200 livros literários. O diretor do Teatro Sesi, Nilton Antônio Faleiro, informa que as obras são oriundas de trocas feitas por ingressos de espetáculos que ocorrem todas às terças-feiras, no Teatro Sesi, no Projeto Terça Social. “Fazemos uma triagem e separamos os melhores. A grande maioria são livros novos de títulos lançados recentemente”, diz.

Segundo a gerente do Centro Social, Malba Parreira de Castro, a expectativa é de que as adolescentes desenvolvam a capacidade de ler, compreender, além de incentivar a continuidade aos estudos. Dados do Ministério da Educação (MEC) indicam que no Brasil 75% das adolescentes que têm filhos estão fora da escola. “Queremos colaborar para a mudança desta realidade. Pretendemos oportunizar para essas meninas o compromisso com a cidadania, a ética e a cultura permanente”, destaca.

Continua após a publicidade

A unidade

O Centro Social Dona Gercina Borges desenvolve o Projeto Meninas de Luz que oferece gratuitamente atendimento psicossocial e de apoio à saúde de adolescentes grávidas, incluindo vítimas de violência ou exploração sexual. Trata-se de uma ação efetiva que assegura a elas direitos fundamentais e uma perspectiva de inclusão social.

Uma equipe multiprofissional trabalha temas relacionados à saúde, educação sexual, planejamento familiar, cuidados com o bebê e direitos do cidadão, além de atendimento pré-natal e odontológico. Após o nascimento, a jovem mãe continua recebendo orientação e apoio, por um ano, incluindo o recebimento de medicamentos contraceptivos.

Veja Também