Voz que inspira: vencedora do BBB, Thelminha comenta sobre sua trajetória

Postado em: 13-04-2022 às 08h40
Por: Lanna Oliveira
Superação poderia ser seu sobrenome, porque como ela mesma diz, nenhuma dificuldade conseguiu parar seus sonhos | Foto: Thiago Bruno

Médica, apresentadora, influenciadora digital e vencedora do ‘BBB’, tudo isso ainda não é capaz de definir completamente Thelma de Assis. Ela, mais conhecida como Thelminha, além de todas essas funções lançou um livro, vai desfilar no Carnaval paulista e carioca, e ainda acha tempo para encorajar mulheres e meninas pretas a conquistarem seus sonhos. Ufa, quanta coisa mudou em sua vida depois do programa e para nos direcionar por essas novidades, em entrevista ao Essência, ela conta como tem sido desfrutar de tanto.

Prestes a estrear no Carnaval carioca na Escola de Samba São Clemente, com desfile marcado para o dia 22 e retornar para o paulista pela Escola de Samba Mocidade Alegre no dia 23, Thelma Assis, ou Thelminha como ficou conhecida nacionalmente, tem muito para contar. Com uma história inspiradora, ela poderia aderir superação ao seu sobrenome. Entre dificuldades, tentativas e claro muitas conquistas, ela traçou um caminho árduo até o sucesso que vive hoje. Caminho este, contado em um livro, o ‘Querer, Poder, Vencer’.

No livro ela revisita o seu passado, revive marcas antigas, reavalia atitudes. “Quando você olha para a sua trajetória depois de tantos anos, você a enxerga com outros olhos e passa a entender como tudo aquilo construiu quem você é hoje”, revela Thelminha. Estimulada pelo desejo de inspirar pessoas através da sua história, ela diz que o desejo de escrever um livro era antigo. Mas foi Manoel Soares, amigo que também escreveu o prefácio do projeto junto com a Taís Araújo, que percebeu o potencial de sua vida virar história. 

“O conteúdo do livro em si surgiu de maneira muito natural, porque tenho muita história para contar, tanto que não caberia em apenas 300 páginas. Sendo assim, tivemos que selecionar as partes que se encaixariam melhor no livro e esse foi o processo mais demorado da produção. Eu e a jornalista Bianca Caballera ficamos mais de um ano avaliando e separando o que, de fato, iria entrar. Foi um processo árduo, mas no final valeu muito a pena. O livro consegue transmitir verdadeiramente quem eu sou e eu não poderia estar mais feliz com o resultado final”.

Escrito com muita sinceridade, alma e coração o livro ‘Querer, Poder, Vencer’ conta sobre um momento icônico de sua trajetória, sua passagem pelo ‘Big Brother Brasil’. Dentro do reality, se posicionou diante de bandeiras importantes, como racismo, feminismo e representatividade e se tornou a campeã da edição de 2020. “Nesse momento, houve um sentimento de realização, de saber que eu estava indo pelo caminho certo, de que sou uma vitoriosa e de que, além disso, sou uma mulher preta que estava indo de contra as estatísticas”, relembra.

Ter nascido preta e pobre em um País que segrega, poderia tê-la impedido de realizar seus sonhos, mas foi mais um combustível para seguir em frente. “Quando você nasce sendo uma mulher preta em um País como o Brasil, a vida já te ensina desde muito nova a ser forte. Não há outra opção além de enfrentar o que vier, então foi isso que fiz quando minha vida virou de ponta cabeça. Quando ganhei o ‘BBB’, eu sabia que muita mudança viria, mas segui em frente, agarrei as oportunidades que pude e graças a minha força e perseverança estou aqui hoje”.

Na frente das câmeras

Atualmente, Thelma é colaboradora médica fixa no elenco do programa ‘Bem Estar’, da rede Globo. Além disso, em seu canal no YouTube, apresenta o programa ‘Triangulando’, que leva três convidados para debater sobre temas atuais, mostrando diversos pontos de vista sobre uma mesma temática. A segunda temporada do ‘Triangulando’ contou com quatro episódios, números expressivos de visualizações e convidados como o ex-presidente Lula, Karol Conká e Linn da Quebrada.

Ela também apresentou o programa ‘Desafio Aceito’, um projeto em parceria com o UOL, onde em cada episódio uma pessoa era desafiada há passar por uma mudança de hábitos em 21 dias, com a ajuda de um especialista. “Minha maior paixão sempre será a medicina, mas sempre gostei de me comunicar. Hoje posso dizer que me sinto muito realizada com essa trajetória que venho construindo, porque eu estou na TV me comunicando, mas continuo também falando de saúde, pude unir essas duas paixões”, expressa Thelminha. 

No ‘Triangulando’ ela diz que pode se ver como apresentadora e perceber que pode estar onde ela quer estar. “Não há limites para os sonhos”, diz. Todos esses momentos são pontos-chave que determinaram o rumo da sua história. “Nem sempre você percebe a importância de um acontecimento na hora em que ele ocorre, mas, hoje em dia, vejo como todos esses momentos foram peças cruciais para formar quem sou hoje”. Ela complementa destacando a importância de utilizar dessa visibilidade para o bem, para mudar vidas.

“Eu escolhi seguir por esse caminho, utilizar da minha voz para levantar bandeiras e causas em que acredito, incentivar pessoas a lutarem por seus sonhos, espalhar aprendizado. Reconheço o papel social que cumpro atualmente e busco sempre utilizar da minha visibilidade para atingir o público de forma positiva”, conscientiza. Ela finaliza a entrevista adiantando sobre o que espera do futuro. “Espero continuar atingindo de forma positiva a vida das pessoas e seguir dialogando sobre saúde. Usando da minha voz para levar informação e alegria. Me sinto realizada sendo médica e comunicadora. Desejo continuar nesse caminho”.

Compartilhe: