Sexta-feira, 03 de fevereiro de 2023

Entenda como as comemorações da Copa do Mundo auxiliam no convívio familiar com idosos

Comemorações auxiliam no convívio familiar com os idosos, de acordo com uma psicóloga especialista na terceira idade

Postado em: 21-11-2022 às 09h26
Por: Elysia Cardoso Ferreira
Comemorações auxiliam no convívio familiar com os idosos, de acordo com uma psicóloga especialista na terceira idade | Foto: Reprodução

A Copa do Mundo é um evento mundial que reúne diversas pessoas, de muitas nacionalidades, que acompanham os jogos e torcem para seus países. No Brasil, as festanças são tão grandes e emotivas, que várias famílias se reúnem nesses dias, fazem churrascos, conversam, brincam e se divertem, se tornando uma cultura entre os brasileiros.

Contudo, o que poucos sabem é que além da diversão, momentos como esses, são importantes para melhorar o convívio familiar e social. Entre os idosos, apesar de parecer algo simples, pode ter uma importância muito mais significativa.

De acordo com dados publicados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2019, a população entre 60 e 64 anos é a mais afetada pela depressão, doença que atinge 13% dos idosos. Além da depressão, outros transtornos mentais e déficits cognitivos tem grande prevalência na terceira idade. Entre as causas que levam a essa doença está o afastamento social, a sensação de solidão e a tristeza por não serem mais tão independentes e realizar as atividades que costumam fazer.

Continua após a publicidade

De acordo com a psicóloga Tais Fernandes, do Grupo Said, empresa de cuidadores de idosos, uma forma de evitar a depressão nesse grupo é mantê-los próximos de amigos e familiares. “Eles sentem que não são mais pessoas ativas daquele grupo, e por vezes, que estão incomodando ou trazendo mais trabalho para seus filhos, netos e sobrinhos, e lentamente vão se afastando e isolando. Pela correria do dia a dia, esses parentes podem acabar não percebendo esse distanciamento, por isso, é importante trabalhar essa questão diariamente”.

A profissional explica que trazer esses entes mais velhos para perto em festas e atividades rotineiras, até mesmo dando a eles tarefas que eles possam cumprir e que não arrisquem sua saúde, é de extrema importância e podem auxiliar. Por isso, as comemorações durante a Copa do Mundo podem ajudar.

“Sabemos que muitas vezes fazer essas reuniões familiares e ter esse tipo de momento de lazer pode ser complicado com trabalho e estudos, mas com a Copa é mais comum esse tipo de encontro. O ideal é que deem espaço para os idosos da família, ao mesmo tempo em que permitam que eles se relacionem com as outras pessoas, por meio de conversas, brincadeiras simples e, claro, falando sobre os jogos de futebol”, explica.

Além disso, por terem vivido mais tempo, eles assistiram mais Copas e ter esse momento de descontração, pode fazer com que contêm histórias de campeonatos passados, relembrando bons momentos, o que auxilia com a autoestima, memória e socialização. Transformando o que poderia ser uma saudade maléfica, por não poder voltar no tempo, com algo positivo que será compartilhado com mais pessoas.

“É importante que a família e amigos entendam que apesar da idade, e até de dificuldades, que a terceira idade sofra, a pessoa ainda tem desejos e sentimentos, e pode sofrer com a incapacidade que o tempo vai trazendo. Dar esse suporte e mostrar que se importa, o ajudará a passar pelo processo de envelhecimento com mais clareza, cuidado e amor”, finaliza a psicóloga.

Veja Também