PF diz ter esperança de encontrar indigenista e jornalista no AM

Postado em: 14-06-2022 às 09h07
Por: Francisco Costa
"Órgãos federais e estaduais reforçam que não há nada mais importante do que a busca pelos senhores Bruno Pereira e Dom Phillips", diz nota (Foto: Ministério da Justiça/Reprodução)

A Polícia Federal (PF) disse por nota, na noite de segunda-feira (13/6), que tem esperança de encontrar o indigenista Bruno Pereira e o jornalista britânico Dom Phillips. Eles desapareceram no último dia 5, no Vale do Javari, na Amazônia. A dupla fazia o trajeto da comunidade ribeirinha São Rafael até a cidade de Atalaia do Norte.

Conforme o texto, “os órgãos federais e estaduais reforçam que não há nada mais importante do que a busca pelos senhores Bruno Pereira e Dom Phillips e reiteram a esperança de encontrá-los”.

A nota afirma, ainda, que “quanto ao material orgânico aparentemente humano e as amostras de sangue anteriormente coletados, informa-se que a perícia está sendo realizada e o resultado deverá sair no decorrer dessa semana”.

Nota da PF sobre as buscas pelo jornalista e o indigenista:

“O Comitê de crise, coordenado pela Polícia Federal/AM, informa que as buscas do Sr. Bruno Pereira e do Sr. Dom Phillips foram realizadas até as 18hs (horário de Brasília) de hoje, mas nada foi encontrado.

Além dos esforços concentrados no referido local, as buscas continuaram em outras áreas do Rio Itaquaí e as investigações continuam sendo realizadas de forma técnica, sem que esforços materiais e humanos sejam poupados para a completa elucidação dos fatos.

Quanto ao material orgânico aparentemente humano e as amostras de sangue anteriormente coletados, informa-se que a perícia está sendo realizada e o resultado deverá sair no decorrer dessa semana.

Os órgãos federais e estaduais reforçam que não há nada mais importante do que a busca pelos senhores Bruno Pereira e Dom Phillips e reiteram a esperança de encontrá-los.”

Informações desencontradas

Na segunda-feira (13), esposa do jornalista britânico, Alessandra Sampaio, disse que os corpos de Dom Phillips e Bruno Pereira foram encontrados. Em seguida, a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) declarou que a informação não procedia.

“Bruno e Dom seguem desaparecidos. As informações de que corpos foram encontrados não procedem. As organizações indígenas que acompanham o caso seguem pressionando a continuidade nas buscas. Solicitamos que aguardem uma posição oficial”, escreveu a Abip na rede social.

Objetos encontrados

No domingo (12), encontraram objetos pessoais da dupla. Segundo a polícia e os bombeiros, tratavam-se de botas, calça, chinelo, além de um cartão saúde do indigenista. Já do jornalista britânico eles acharam uma mochila e botas, um notebook e sandálias.

Os itens pessoais estavam amarrados em uma árvore na área de igapó, caminho onde eles desapareceram.

Suspeito preso

Um suspeito de envolvimento no desaparecimento do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira foi preso na última terça-feira (7/6). Amarildo da Costa de Oliveira, 41 anos, conhecido como “Pelado” foi detido em flagrante pela Polícia Federal após encontrarem vestígios de sangue em sua embarcação.

Ele foi preso durante uma abordagem por posse de drogas e munição calibre 762, de uso restrito. Ele também estava portando armamento de caça. Assim que detido, a polícia o considerou suspeito no caso.

Compartilhe: