Com medo de perder a filha no conflito na Ucrânia, mãe escreve dados pessoais nas costas da menina

Postado em: 05-04-2022 às 17h03
Por: Maria Paula Borges
Em publicação, Aleksandra conta que foi acordada com “sons ensurdecedores e poderosos de explosões” e que estava sem perspectiva dos próximos dias | Foto: reprodução

A ucraniana Aleksandra Makoviy, moradora de Kiev, foi tomada pelo medo. Ela disse ter sido acordada com “sons ensurdecedores e poderosos de explosões” e, sem perspectiva, temeu o que aconteceria com a filha, Vira, de apenas dois anos. Portanto, escreveu com uma caneta os dados pessoais nas costas da criança e compartilhou um post no Instagram na última sexta-feira (1/4).

Na legenda, Aleksandra conta que assinou com as mãos tremendo. “Pensava no caso de algo acontecer conosco e alguém buscar por sobreviventes. Ou ainda que ela poderia se perder, o que, na minha lógica só aconteceria se eu também fosse vítima de algo”, compartilhou.

Além disso, ela escreveu em um papel as informações sobre a filha e o colocou no bolso de um macacão que ela usava, com nome completo, contato dos avós e endereço da família na capital.

Aleksandra e Vira conseguiram fugir da guerra e as informações não foram necessárias. “Dói ver a galeria de fotos. Há ali uma vida tão maravilhosa que tivemos. Ainda não consigo tirar do bolso do macacão esse papel embaralhado. Embora estejamos agora num local seguro”, afirma.

Atualmente, as duas estão abrigadas no Sul da França e, nesta terça-feira (5/4), Aleksandra informou que foi acolhida como refugiada após atravessar a fronteira com a Polônia. “Quero agradecer aos voluntários da França. E também a todas as pessoas que nos ajudaram a fugir e nos apoiaram. E sou especialmente grata à Polônia. O que este país fez pelos ucranianos é inestimável. Sem a ajuda deles, não teríamos sobrevivido”, ressaltou em outra publicação.

Compartilhe: