Marconi se solidariza com família de estudante

Governador, em nota, lamenta e condena a crueldade dos criminosos e a banalização da violência contra Nathália e outras vítimas em Goiás

Postado em: 24-02-2016 às 00h00
Por: Redação
Governador, em nota, lamenta e condena a crueldade dos criminosos e a banalização da violência contra Nathália e outras vítimas em Goiás

Venceslau Pimentel

O governador Marconi Perillo (PSDB) divulgou ontem uma nota em que se solidariza com a família da estudante Nathália Araújo Zucatelli, que morreu anteontem, com um tiro, vítima de latrocínio. Ele estende o sentimento as todas as vítimas da violência “que atormenta o Brasil e tem mobilizado os governos dos Estados em função de sua profunda gravidade”.

Na nota, o governador diz que a perda de Nathália é irreparável e que causa profunda dor e indignação. “O Governo de Goiás, através de seu aparato de Segurança Pública, vai atuar com determinação e elevado espírito público para, no menor tempo possível, desvendar essa atrocidade contra Nathália e sua família, encontrar os criminosos e entregá-los à Justiça”, sustenta. “O eficiente trabalho de investigações de nossas polícias, com elevados índices de crimes desvendados e esclarecidos, demonstra que isso é plenamente possível – ainda que, repito, saibamos que mesmo assim seja impossível recuperar essas perdas”.

Continua após a publicidade

Marconi diz lamentar e condenar a crueldade dos criminosos e a banalização da violência, e assegura que manterá sempre essa indignação “diante da persistência desses monstros”. Ao mesmo tempo, o governador assegura que continuará mantendo firmes no combate à criminalidade, em todas as suas formas, com investimentos necessários e tomada de todas as medidas para coibir a ação dos bandidos.

O Governo de Goiás, diz ainda a nota, tem trabalhado no combate à violência, e que em 2015, foi feito os maiores investimentos da história do Estado em Segurança Pública e Administração Penitenciária. “Aplicamos 12,55% do Orçamento no setor, porcentual inferior apenas ao da Educação, para garantirmos a efetividade da ação policial, a atualização do armamento e equipamentos de nossas corporações, o aperfeiçoamento dos serviços de inteligência, prevenção e combate ao crime”.

Para Marconi, a efetividade desses esforços depende da construção de uma política nacional de Segurança Pública, com participação direta da União nos investimentos no setor, no controle das fronteiras para coibir a entrada de drogas e armamento ilegal e no sistema penitenciário, de além da profunda e urgente atualização da legislação penal, leniente com os criminosos. “Ao passo em que continuaremos promovendo esses investimentos em Goiás, vamos nos manter firmes na defesa dessas reformas, para evitar que atrocidades como esta, contra Nathália e todas as vítimas da violência, persistam. 

Veja Também