Baixo cadastramento de jovens eleitores mostra desencanto

Sílvio Costa retifica que os jovens e adolescentes precisam entender a importância da participação deles para construir um futuro melhor para a política brasileira

Postado em: 31-08-2016 às 06h00
Por: Redação
Sílvio Costa retifica que os jovens e adolescentes precisam entender a importância da participação deles para construir um futuro melhor para a política brasileira

Da redação 

Apesar do aparente descontentamento dos jovens eleitores, Sílvio Costa retifica que os jovens e adolescentes precisam entender a importância da participação deles para construir um futuro melhor para a política brasileira. “Não há para onde fugir. Por mais que muitos jovens estejam insatisfeitos a política é o principal campo de decisão para o futuro do nosso país”, afirma o professor.
Mesmo com a pouca idade, alguns jovens entendem essa importância de participar ativamente da política. Com 17 anos a estudante Isabella Mendes conta que adquiriu a consciência do poder que tem de mudar o país com a família. “Desde muito nova eu acompanhava as discussões dos meus pais referentes a questões sociais e políticas, aprendendo com eles a levar a sério a importância do voto, por isso decidi solicitar meu título de eleitora aos 16 anos”, relembrou.
Isadora Naves, de 17 anos, que também possui o título de eleitora em mãos, afirma compreender o peso da política para a população goiana. “Enxergo a política como a possibilidade de opinar de forma eficiente no futuro do Brasil”, contou. Mas a jovem admite perceber um desprezo dos jovens com quem convive pelas questões governistas. “Eu percebo o jovem de hoje como alguém descompromissado com tudo na vida, inclusive com a política. Além do mais, a política não é ‘vendida’ como algo atrativo para a sociedade”, confidenciou.

Propostas focadas nos jovens

Continua após a publicidade

* Vanderlan Cardoso
Desenvolvimento do Projeto Pacto pela Juventude, que pretende fomentar o empreendedorismo juvenil, promover a cultura e arte com qualidade, além de prometer reduzir a vulnerabilidade juvenil.

* Adriana Accorsi
Promete valorizar a capacitação profissional de jovens, também possui projetos voltados a melhoria de escolas esportivas e apoio ao primeiro emprego.

* Francisco Júnior
Promover mais oportunidade de crescimento profissional, oferecer mais lazer e esporte e integrar a juventude nas discussões de políticas públicas.

* Flávio Sofiati
Promete promover a defesa dos direitos dos jovens e adolescentes, em especial a juventude negra da periferia, atendimento especial para espaços de socialização juvenil e instalar pontos Wi-Fi nos espaços públicos.

* Djalma Araújo
Pretende construir novos Centros de Educação Unificados, com ensino de artes, música, teatro e esportes.

* Delegado Waldir
Possui propostas para melhoria na educação básica e média e para melhoria da segurança pública.

* Iris Rezende
Candidato não enviou propostas.

Veja Também