Corrida eleitoral: Pesquisa reafirma segundo turno entre Iris e Vanderlan

Iris Rezende estagnou na casa dos 37% e Vanderlan Cardoso foi o maior beneficiado com a queda dos índices de Delegado Waldir

Postado em: 18-09-2016 às 09h00
Por: Renato
Iris Rezende estagnou na casa dos 37% e Vanderlan Cardoso foi o maior beneficiado com a queda dos índices de Delegado Waldir

Mardem Costa Jr.

Exatamente duas semanas antes do primeiro turno, a divulgação, agora pela manhã, da quinta rodada da pesquisa do Instituto Serpes, encomendada pelo jornal O Popular, acirra ainda mais os ânimos dos candidatos à Prefeitura de Goiânia.

Continua após a publicidade

O levantamento estimulado – onde o entrevistador apresenta uma cartela com os nomes dos prefeitáveis – indica que é cada vez mais sólida a hipótese de um segundo turno entre Iris Rezende (PMDB) e Vanderlan Cardoso (PSB).

O peemedebista manteve-se com 37,6%, enquanto o socialista aparece com 27,1 – crescimento de seis pontos percentuais em relação à rodada anterior. A diferença entre  os postulantes, que já foi de mais de 20%, agora é de 10,5%. O crescimento de Vanderlan é diretamente propocional à queda de Delegado Waldir (PR), que registra apenas 8,5% – redução de 12,1% comparado a primeira rodada, quando o republicano aparecia com 20,6%.

Adriana Accorsi (PT) foi citada por 7% dos eleitores, enquanto Francisco Júnior (PSD) foi lembrado por 2,5%.  Na casa do traço, Flávio Sofiati (PSOL) e Djalma Araújo registram, respectivamente, 0,3% e 0,2%.

Eleitores indecisos somam 9,7% e 7,2% anulariam o voto. O Serpes ouviu 601 eleitores entre os dias 14 e 16 de setembro. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos e nível de confiança do levantamento é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número GO-07511/2016.
 
Espontânea

A diferença de dez pontos entre Iris e Vanderlan também aparece na espontânea – quando o entrevistado cita o nome do candidato sem o uso da cartela. O peemedebista foi lembrado por 33,9% e o socialista aparece com 23,3%. 

Na casa de um dígito seguem Waldir, Adriana e Francisco – citados, respectivamente, por 6,3%, 5,5% e 2,3%. Sofiati foi apontado por 0,3% dos eleitores e Djalma não foi citado. A indecisão, segundo o levantamento espontâneo, é de 20,3%, enquanto 8% dos entrevistados  pretendem anular o voto.
 
Rejeição

Delegado Waldir passou a ser o candidato mais rejeitado pelos eleitores ouvidos pelo Serpes. O nome do republicano é reprovado por 24,6%, seguido de Iris Rezende por 23,5%, Adriana Accorsi por 22,5% e Djalma Araújo por 21%.

Flávio Sofiati e Francisco Júnior são reprovados por, respectivamente, 17,1% e 16,5%. Vanderlan Cardoso continua sendo o postulante com menor rejeição do eleitorado. O socialista foi citado negativamente por 12,8%. Os indecisos são 2,3%, enquanto 30,9% não rejeita nenhum dos candidatos.
 
Segundo Turno

O Serpes propôs dois cenários de segundo turno aos eleitores que responderam ao questionário feito pelo instituto de pesquisa. No primeiro cenário – e mais provável – entre Iris e Vanderlan, o peemedebista tem 44,3% ante 40,6% do socialista e na segunda hipótese, entre o peemedebista e Waldir, a diferença é bem maior a favor do candidato do PMDB – 52,9% a 23,3%.

Veja Também