LDO prevê aumento na arrecadação e orçamento de R$ 6,3 bilhões

A tendência é de um crescimento nas receitas em comparação com a LDO 2021, quando houve projeção de recursos na ordem de R$ 5,666 bil

Postado em: 02-08-2021 às 08h06
Por: Samuel Straioto
A tendência é de um crescimento nas receitas em comparação com a LDO 2021, quando houve projeção de recursos na ordem de R$ 5,666 bil | Foto: Reprodução

Deverá chegar na próxima semana à Câmara Municipal de Goiânia, o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2022. A previsão de receitas totais para a gestão pública da capital é de R$ 6,327 bilhões. Já a estimativa de despesas para o próximo ano é de R$ 6,322 bilhões, com expectativa de pequeno superávit primário. A tendência é de um crescimento nas receitas em comparação com a LDO 2021, quando houve projeção de recursos na ordem de R$ 5,666 bilhões. A estimativa é representa aumento de 11,6% em comparação com a projeção, feita ainda na gestão de Iris Rezende (MDB). Entre as metas da administração municipal está a área da Saúde com ampliação da oferta de serviços de urgência e emergência e de atendimento especializado na capital, com aporte de recursos na ordem de aproximadamente R$ 353 milhões. A LDO deve ser aprovada até o final de setembro, pouco antes de a prefeitura enviar ao Legislativo o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA).

Diferente do que acontece de costume, as Diretrizes para o orçamento de 2022 não foram avaliadas no primeiro semestre, antes do recesso parlamentar. Isso devido à mudança feita em 2018 na Lei Orgânica do Município de Goiânia. De acordo com a nova regra, apenas no primeiro ano de uma gestão, a LDO passa a ser encaminhada à Câmara junto com o Plano Plurianual (PPA), no segundo semestre. 

A intenção é que o planejamento seja conjunto e, nos próximos três anos, a LDO volta a ser elaborada e votada no primeiro semestre e a LOA, no segundo semestre. A LDO deve ser aprovada até o final de setembro, pouco antes de a prefeitura enviar ao Legislativo o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA). A Câmara de Goiânia deve voltar as atividades somente na semana que vem, por conta de obras no local. O estacionamento dos servidores foi derrubado e no lugar será construído trecho da Avenida Leste Oeste. Árvores já foram retiradas do espaço e intervenções na região estão acontecendo.

Veja Também