Apesar do desgaste, Paço forma maioria na Câmara Municipal e o Plano Diretor será votado hoje

Base do prefeito está consolidada e 22 vereadores são favoráveis

Postado em: 03-02-2022 às 08h34
Por: Raphael Bezerra
Base do prefeito está consolidada e 22 vereadores são favoráveis | Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados

Diante do desgaste provocado pelo novo cálculo do IPTU de Goiânia, a tendência era que a votação do Plano Diretor fosse adiada. No entanto, a Câmara dos Vereadores e a Prefeitura de Goiânia chegaram a um acordo após reunião do presidente do legislativo municipal, vereador Romário Policarpo (Patriota) e o prefeito Rogério Cruz (Republicanos). A votação das mudanças no planejamento da cidade será na sessão desta quinta-feira (3). A base do prefeito está consolidada e 22 vereadores devem votar favoráveis ao projeto. 

Em novembro do ano passado, o projeto foi reenviado à Câmara pelo atual prefeito Rogério Cruz e aprovado na Comissão Mista no dia 3 deste mês, restando apenas mais uma segunda votação no plenário da Casa para ser definitivamente aprovada.

Uma das críticas na tramitação da matéria foi a velocidade que o projeto passou pelas comissões temáticas da Câmara. O Paço Municipal realizou cerca de 80 reuniões com os vereadores para tratar sobre as mudanças. As audiências tiveram a participação de vários vereadores, técnicos da Prefeitura ligados à elaboração do Plano Diretor, representantes de entidades e população geral, contando com a presença de várias pessoas na galeria do plenário e acompanhando virtualmente.

Continua após a publicidade

A prefeitura entende que o controle do adensamento pelo chamado coeficiente de aproveitamento vai estimular a construção de prédios e apartamentos mais compactos, e portanto, com menor valor venal.

Veja Também