Senado cobra gastos do cartão corporativo de Bolsonaro

Bolsonaro gastou 70% a mais com o cartão corporativo se comparado com 2018

Postado em: 23-02-2022 às 13h25
Por: Stéfany Fonseca
Bolsonaro gastou 70% a mais com o cartão corporativo se comparado com 2018 | Foto: Reprodução

A Comissão de Fiscalização e Controle do Senado aprovou, nesta terça-feira (22/2), um requerimento solicitando informações sobre os gastos da Presidência da República com o Cartão corporativo do Governo Federal, entre 2019 e 2022.  O requerimento solicita detalhamento das despesas com nome e CPF do portador do cartão, responsável pela autorização do gasto, nome e CNPJ do favorecido e valor pago.

O requerimento foi apresentado pelo senador Fabiano Contarato (PT-ES), que critica a falta de transparência do Poder Executivo com os gastos de cartão corporativo.

A iniciativa recebeu o apoio do senador Reguffe (Podemos-DF), presidente da CTFC. Ele exige quebra de sigilo sobre os gastos do governo federal com o cartão.

Continua após a publicidade

Bolsonaro gastou 70% a mais com o cartão corporativo se comparado com 2018. Só em 2021 foram gastos 15,2 milhões de reais, de acordo com o Portal da Transparência. Em 2018 o montante acumulado era R$ 8,9 milhões em 11 meses.

Os valores apresentados ultrapassam os do ex presidente, Michel Temer, e da presidente Dilma Roussef.

Veja Também