Em pronunciamento, Doria desiste de pré-candidatura à presidência

Postado em: 23-05-2022 às 12h31
Por: Luan Monteiro
Indo mal nas pesquisas, ex-governador de São Paulo cedeu à pressão e desistiu do páreo. | Foto: Reprodução

O ex-governador de São Paulo, João Dória (PSDB), desistiu de sua pré-candidatura à presidência da república no início da tarde desta segunda-feira (23/5). Dória não estava indo bem nas pesquisas além de sofrer resistência interna dentro do partido.

A decisão do tucano foi anunciada um dia antes da executiva do PSDB se reunir para decidir a posição do partido nas eleições deste ano. “Para as eleições deste ano me retiro da disputa com o coração ferido, mas com a alma leve”, disse o político.

No evento realizado nesta segunda-feira, a cúpula do partido reformou o pedido para Doria retirar a candidatura para consolidar o nome da senadora Simone Tebet (MDB) como candidata da terceira via. Bruno Araújo, presidente do PSDB, estava presente na reunião e no pronunciamento do ex-governador.

Em novembro de 2021, o ex-governador de São Paulo foi escolhido como pré-candidato do PSDB à Presidência da República ao derrotar, nas prévias do PSDB, o ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto. Dória teve 53,99% dos votos nas eleições internas do partido.

A desistência de Dória escancara o enfraquecimento do PSDB no páreo ao planalto nos últimos anos. Desde o início dos anos 2000, o partido tinha o costume de disputar as eleições chegando ao segundo turno, o que mudou já em 2018 com a candidatura de Geraldo Alckimin, que perdeu já no primeiro turno.

Terceira Via

Com a retirada da candidatura de Dória, a senadora Simone Tebet (MDB) passa a ser o principal nome da “terceira via”. Em nota, a senadora elogiou o ex-presidenciável e disse que gostaria de ter tanto o PSDB quanto o Cidadania como aliados nas eleições.

Leia a nota da senadora na íntegra:

“Doria nunca foi adversário. Sempre foi aliado.
Sua contribuição com a luta pela vacina jamais será esquecida.
Vamos conversar e receber suas sugestões para nosso programa de governo.
O Brasil é maior do que qualquer projeto individual.
Vamos trabalhar para unir todo o centro democrático.
Gostaria muito de ter o PSDB e o Cidadania junto conosco.
Vamos aguardar a decisão das direções partidárias.
Vamos continuar nossa Caminhada da Esperança.
Vamos unir o país e tratar de sua reconstrução moral, institucional e poltica.
O povo tem pressa e precisamos semear esperança”.

Compartilhe: