TV Globo transmite último debate antes do primeiro turno nesta quinta-feira (29)

Participam do debate os candidatos Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (PL), Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Luiz Felipe D’Ávila (NOVO), Simone Tebet (MDB), Soraya Thronicke (União Brasil) e Padre Kelmon (PTB).

Postado em: 29-09-2022 às 17h14
Por: Lorenzo Barreto
O apresentador William Bonner será o mediador do debate que vai ao ar depois da novela “Pantanal”, tendo previsão pra iniciar 22:30. | Foto/Reprodução

A Rede Globo transmite hoje (29/09) o último debate dos presidenciáveis antes do primeiro turno das eleições, que será realizado no próximo domingo (02/10). O apresentador William Bonner será o mediador do debate que vai ao ar depois da novela “Pantanal”, tendo previsão pra iniciar 22:30.

Participam do debate os candidatos Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (PL), Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Luiz Felipe D’Ávila (NOVO), Simone Tebet (MDB), Soraya Thronicke (União Brasil) e Padre Kelmon (PTB).

Regras do debate

O debate terá quatro blocos: o primeiro e o terceiro com temas livres. O segundo e o quarto com temas determinados anteriormente. Ao final do quarto bloco, cada candidato fará suas considerações finais.

Continua após a publicidade

Cada candidato terá 30 segundos para fazer as perguntas e um minuto para a réplica. O candidato que responde ao questionamento terá três minutos, que poderá dividir como quiser, entre a resposta e a tréplica.

Em ordem sorteada previamente, as perguntas serão feitas sempre de candidato para candidato. Um candidato pergunta para outro de sua livre escolha, entre os que ainda não tiverem respondido naquele bloco.

A dinâmica é a mesma no bloco com perguntas determinadas. O mediador, no entanto, sorteia em uma urna, antes das perguntas, o tema que deverá ser abordado.

O posicionamento dos candidatos no estúdio foi definido por ordem alfabética do primeiro nome. Da esquerda para a direita, estarão Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (PL), Padre Kelmon (PTB), Luiz Felipe D’Ávila (NOVO), Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (União Brasil).

Veja Também