Para Governador Zé Eliton, diálogo é instrumento de construção

Declaração do governador foi feita ao falar sobre a defesa do ex-prefeito Maguito Vilela do diálogo entre tucanos e emedebistas

Postado em: 03-05-2018 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
Declaração do governador foi feita ao falar sobre a defesa do ex-prefeito Maguito Vilela do diálogo entre tucanos e emedebistas

Venceslau Pimentel*

Continua após a publicidade

O governador José Eliton (PSDB) destacou ontem a disposição do ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), de abrir diálogo entre tucanos e emedebistas, inclusive com a possibilidade de uma aliança político-partidária nas eleições deste ano. “Quem não tem capacidade para dialogar, não tem capacidade para governar”, avaliou em entrevista ao participar do Programa Ação Cidadã, em Aparecida.

Na semana passada, Maguito defendeu a abertura de um canal de diálogo, mais especificamente entre Eliton e o deputado federal e presidente do MDB, Daniel Vilela, ambos pré-candidatos ao governo do Estado. “Não vejo motivo nenhum para não acontecer essa conversa”, ponderou Maguito, que governou Goiás de 1995 a 1998.

O emedebista passou a defender o diálogo após rumores de que o presidente Michel Temer estaria conversando com o tucano Geraldo Alckmin para uma composição na disputa presidencial. No caso, o ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, recém-filiado ao MDB, seria candidato a vice na chapa encabeçada pelo ex-governador de São Paulo.

Caso as conversações entre Temer e Alckmin evolua, Maguito não se furtou em dizer que passaria a defender também a aliança em Goiás. “É lógico que posso defender. Por que não?”, disse o ex-prefeito de Aparecida, mesmo reconhecendo a forte rivalidade entre as duas legendas no Estado ou grupo político, que já dura praticamente 20 anos.

O primeiro embate se deu em 1998, entre Marconi Perillo (PSDB) e Iris Rezende (MDB), com a vitória do tucano, que voltou a vencer quatro anos depois em embate com Maguito. Em 2006, Maguito perdeu para Alcides Rodrigues, vice de Marconi; nos dois pleitos seguintes, Marconi voltou a derrotar Iris.

Tranquilidade

Mesmo com o embate histórico entre os dois partidos, o governador ressaltou a tranquilidade de Maguito Vilela em cogitar a possibilidade de aliança. Para ele, há uma grande distância entre a oportunidade de conversar e formalizar aliança político-eleitoral. “Penso que o diálogo é sempre um instrumento de construção daqueles que estão abertos para uma agenda de construção importante para a sociedade”.

­Ocorre que no meio do caminho rumo ao diálogo, há um entrave. Daniel Vilela, que é filho de Maguito, considera que os projetos de governo, dele e o defendido por Eliton, são diametralmente opostos. Por parte do atual governador, há, segundo o deputado, a continuidade administrativa de 20 anos de poder, enquanto ele prega um novo modelo de gestão.

Sobre o posicionamento do adversário, José Eliton disse respeitar a opção dele, mas reafirmou que qualquer pessoa que pretende governar Goiás deve estar aberto ao diálogo com todos os agentes políticos. Apesar de dar o assunto por encerrado, pela postura de Daniel, o governador reafirmou sua disposição de conversar tanto com políticos quanto com segmentos organizados da sociedade. 

Governador diz prezar pelo bem-estar das pessoas 

Em Aparecida de Goiânia, José Eliton entregou um conjunto de investimentos na área social, em mais uma edição do programa Ação Cidadã. Além de novos cartões do programa Renda Cidadã, ele entregou óculos de grau à população, Passaporte do Idoso, Passe Livre do Deficiente, doações de donativos da OVG e até cuidados pessoais, como corte de cabelo. O grande leque de serviços prestados também abarca orientações para programas sociais como Renda Cidadã e Bolsa Família.

José Eliton ainda abriu os serviços públicos ofertados nos estandes, instalados no estacionamento do Aparecida Shopping. Ressaltando a importância de o Estado ofertar ações de cidadania, o governador entregou 1.876 óculos de grau à população e autorizou mais 4 mil novas inscrições no programa Renda Cidadã. Com os novos cartões, o programa atinge a marca de 100 mil famílias beneficiadas em todo o Estado.

Ao chegar ao local do evento, acompanhado pelo prefeito Gustavo Mendanha (MDB), o governador destacou, em entrevista coletiva à imprensa, que o Ação Cidadã oferta serviços públicos de qualidade – documentos e inscrições a programas sociais do Governo do Estado.

Na abertura do evento, ao discursar, José Eliton disse que, no primeiro dia após o feriado do Dia do Trabalho, comanda uma “agenda de solidariedade”. Para ele, “só existe razão do trabalho no governo se for para promover o bem-estar das pessoas”. No local onde estão instaladas as tendas do programa Ação Cidadã é possível fazer exames oftalmológicos, carteiras de identidade e de trabalho, CPF, além de cortar cabelo e ser atendido por um salão de beleza.

Ele defendeu que o governo esteja próximo da população, principalmente nos momentos mais difíceis. “Política se faz com respeito” propagando o bem, afirmou, acrescentando que procura fazer política “para construir e não para destruir”.

O governador destacou ainda a relação institucional que tem hoje com o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha. “Parceria republicana, leal, que visa atender às pessoas”, assinalou.

Na visita a Aparecida, ele acenou para ampliação das parcerias com a administração municipal. José Eliton disse ainda que tem e terá com  Gustavo Mendanha um relacionamento institucional de alto nível, marcado pelo diálogo. (*Especial para O Hoje) 

Implantada Operação Ponto Final no transporte coletivo 

Em ação conjunta com o Poder Judiciário, Ministério Público Estadual, Polícia Militar e Prefeitura de Goiânia, o governador José Eliton reforçou ontem as medidas de prevenção e combate ao crime no transporte coletivo da Grande Goiânia.

Intitulada Operação Ponto Final: ao Assédio, ao Desrespeito e à Violência, ela visa garantir, no local, registro imediato de ocorrências e realização de audiências preliminares para soluções de conflitos, entre eles porte de drogas, assédio e roubo. A ação integra o Mais Segurança, que já implantou o Batalhão nos Terminais.

“Demos, hoje, mais um importante passo para pacificar o transporte público na capital. Instalamos, nesse dia, postos permanentes de fiscalização, incentivando denúncias de assédio sexual, de crimes contra idosos e de toda natureza. É uma ação conjunta para pacificar os terminais e dar tranquilidade ao usuário”, disse o governador José Eliton, que estava acompanhado do presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), desembargador Gilberto Marques Filho, do secretário de Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior, e do prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MD).

O objetivo do projeto é oferecer um atendimento conjunto de combate às infrações de menor potencial ofensivo e proteção dos usuários do transporte coletivo nos principais terminais de ônibus. “Aqui, procura-se coibir o crime, o roubo, o furto e oferecer proteção às pessoas que são molestadas, além de encaminhar à Justiça itinerante todos que forem flagrados cometendo qualquer infração dessa ou de outra natureza”,  disse Irapuan.

O presidente do TJ-GO, desembargador Gilberto Marques Filho, destacou a atuação conjunta. “Iniciamos, hoje, uma ação de proteção ao usuário, em que se estabeleceu a extensão do atendimento pelas forças policiais, governo, Judiciário e Ministério Público. É uma forma integrada de fazer o sistema de Justiça funcionar”, disse Gilberto Marques. O presidente do TJ esteve com o governador, na semana passada, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, para assinar o termo de cooperação para a implantação das medidas.  

Corpo de Bombeiros reforça o Mais Segurança 

O governador José Eliton reuniu-se ontem com a cúpula do Corpo de Bombeiros para avaliar as ações que a corporação desenvolve no esforço conjunto das forças de segurança do Estado para diminuir ainda mais os índices de violência na capital.

Liderados pelo comandante coronel Márcio André de Morais, os demais coronéis que compõem o corpo diretivo dos bombeiros militares de Goiás expuseram o andamento das ações em cada área. Sobre o programa Mais Segurança lançado pelo governador no último dia 19, o comandante lembrou que a corporação está presente com unidades de resgate nos principais terminais e ao longo do Eixo Anhanguera.

Afiançou que todo o Corpo de Bombeiros de Goiás está engajado no programa e, de acordo com suas atribuições, pronto para colaborar no êxito da iniciativa. Por outro lado, o coronel informou ao governador que até o segundo semestre deste ano será inaugurada a nova Academia do Corpo de Bombeiros de Goiás.

Tendo ao seu lado o secretário de Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior, o governador José Eliton cumprimentou os coronéis e elogiou o trabalho que a corporação realiza. “O trabalho é de tamanha importância e competência, que há anos a corporação Corpo de Bombeiros vem sendo eleita a instituição mais confiável do Brasil”, reconheceu.

O corregedor da instituição, coronel Sebastião Nolasco, disse que se o Corpo de Bombeiros de Goiás consegue hoje desenvolver um trabalho que tem merecido o reconhecimento da sociedade, isto se deve aos governos de Marconi Perillo e José Eliton. “O governo de Goiás fez a diferença. Existem duas realidades no Corpo de Bombeiros, uma antes e outra depois dos governos de Marconi e José Eliton. Se hoje somos referência de gestão entre as demais corporações brasileiras, é porque tivemos o apoio e os investimentos necessários do governo”, considerou.

O coronel lembrou que o Corpo de Bombeiros de Goiás recebe mensalmente dezenas de alunos bombeiros de outros estados para cursos de especialização. “Com a nova academia, esse número deverá dobrar. Isso mostra o quanto a nossa instituição é respeitada e reconhecida no Brasil”, salientou.

Ao final do encontro, que ocorreu na sala de reuniões do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, o comandante Márcio de Moraes passou às mãos do governador o Plano Estratégico da corporação para ser cumprido entre 2011 e 2023. 

Veja Também