Sancionada lei que institui política estadual de incentivo à prática de compostagem

Propositura visa orientar a população quanto aos procedimentos a serem adotados para a prática adequada da compostagem, e assim evitar problemas, como a proliferação de vetores de doenças| Foto: Divulgação

Postado em: 27-01-2020 às 12h35
Por: Redação
Propositura visa orientar a população quanto aos procedimentos a serem adotados para a prática adequada da compostagem, e assim evitar problemas, como a proliferação de vetores de doenças| Foto: Divulgação

Eduardo Marques*

O governador Ronaldo Caiado (DEM) sancionou a Lei nº 20.735, que institui a Política Estadual de Incentivo à Prática de Compostagem. De autoria do deputado Gustavo Sebba (PSDB), a medida tem por objetivo promover o desenvolvimento de práticas de compostagem por meio de programas governamentais, estimular a prática de compostagem, tanto em pequena escala (doméstica), quanto em média (comunitária, institucional) ou grande escala (municipal, industrial). 

A propositura visa orientar a população quanto aos procedimentos a serem adotados para a prática adequada da compostagem, e assim evitar problemas, como a geração de odores e a proliferação de vetores de doenças.

Continua após a publicidade

De acordo com a proposta, a prática de compostagem é uma forma de recuperar os nutrientes dos resíduos orgânicos e levá-los de volta ao ciclo natural, enriquecendo o solo para agricultura ou jardinagem. 

‘‘É uma maneira de reduzir o volume de lixo produzido pela sociedade, destinando corretamente um resíduo que se acumularia nos lixões e aterros gerando mau cheiro e a liberação de gás metano (gás de efeito estufa 23 vezes mais destrutivo que o gás carbônico) e chorume (líquido que contamina o solo e as águas)”, afirma Sebba.

 *Com informações da Agência de Notícias da Alego 

Veja Também