Governador anunciou o retorno do programa Renda Cidadã para novembro

Na coletiva ele também afirmou que o Brasil vive a maior crise econômica da história e que Goiás

Postado em: 27-10-2016 às 18h20
Por: Toni Nascimento
Na coletiva ele também afirmou que o Brasil vive a maior crise econômica da história e que Goiás


Da Redação
O governador Marconi Perillo afirmou em entrevista coletiva, no Palácio das Esmeraldas, para radialistas do Sudeste goiano. Goiás vai retomar o programa Renda Cidadã. Informou que o programa só não foi reativado por conta de ação da Justiça Eleitoral.

“Poderíamos estar pagando três meses atrás. O recadastramento foi feito, só que partidos de oposição entraram com ação na Justiça Eleitoral e proibiram os repasses. Agora, quando terminar a eleição, no próximo domingo, o Estado terá condições de voltar o pagamento da Renda Cidadã em todos os municípios goianos”, anunciou.

Na coletiva ele também afirmou que o Brasil vive a maior crise econômica da história e que Goiás, apesar de ter iniciado um ajuste nas despesas antes do agravamento da crise, ainda sofre os efeitos dela.

Continua após a publicidade

Ele disse trabalhar “para que a máquina do Estado funcione cada vez melhor” e que não mede esforços para bancar o custeio dos serviços básicos. “Quem vai a uma agência do Vapt Vupt, por exemplo, percebe que os serviços do governo estadual são de altíssimo nível, serviços de primeiro mundo. Quem vai a um hospital administrado pelo governo estadual hoje sente a diferença, em termos de qualidade”, apontou.

O governador disse também que o momento no Brasil é de compreensão para com os gestores públicos, que precisam fazer os ajustes necessários, sob pena de inviabilizarem os governos em todos os níveis.

"Muita gente pede aumento salarial hoje, mas se esquece de que se as coisas não melhorarem, amanhã pode deixar de receber aposentadoria, pode deixar de receber os salários. Então, mais do que nunca, é importante que os estados se viabilizem do ponto de vista fiscal e financeiro. É o que estou fazendo, estou trabalhando para fazer, apesar de enfrentar a maior crise da história do Brasil”, ponderou.

(Com informações do Governo de Goiás) (FOTO: Eduardo Ferreira)

Veja Também