Após 23 dias, Youtube derruba live de Bolsonaro com embaixadores

O YouTube decidiu derrubar o vídeo da live que Jair Bolsonaro fez em 18 de julho com embaixadores, no Palácio da Alvorada

Postado em: 10-08-2022 às 17h51
Por: Lorenzo Barreto
O YouTube decidiu derrubar o vídeo da live que Jair Bolsonaro fez em 18 de julho com embaixadores, no Palácio da Alvorada | Foto/Reprodução

O YouTube decidiu derrubar o vídeo da live que Jair Bolsonaro fez em 18 de julho com embaixadores, no Palácio da Alvorada, quando mentiu sobre o sistema eleitoral brasileiro, inventando que houve fraudes na eleição de 2014. A remoção, segundo a plataforma confirmou à coluna, ocorreu devido a uma atualização feita nesta quarta-feira (10/8) na política de integridade eleitoral do YouTube.

Durante o encontro de 18 de julho, Bolsonaro pôs a segurança do processo eleitoral em dúvida, criticou decisões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e apontou supostas fraudes nas urnas eletrônicas, sem apresentar nenhuma prova que provasse suas afirmações. O presidente afirmava durante a live que ocorreram fraudes em 2014 para beneficiar Dilma Rousseff e prejudicar Aécio Neves, o que é falso.

Em nota o YouTube informou que não tolera discurso de ódio. “Nossa política de discurso de ódio proíbe conteúdo que negue, banalize ou minimize eventos históricos violentos. O discurso de ódio não é permitido no YouTube, e removeremos material sobre o esfaqueamento do presidente que viole esta política se não fornecer contexto educacional, documental, científico ou artístico no vídeo ou áudio”, diz o documento.

Continua após a publicidade

No mesmo dia da live aos embaixadores, o YouTube removeu uma live semelhante do canal de Bolsonaro transmitida em 29 de julho de 2021. Naquele momento, a plataforma alegava que aquela transmissão, de um ano atrás, violou suas diretrizes e que as regras “devem ser seguidas por todos os usuários da plataforma”.

Veja Também