Conheça a médica brasileira que aos 89 anos, está na lista de principais cientistas do mundo

Postado em: 11-04-2022 às 16h33
Por: Rodrigo Melo
É a primeira mulher a integrar o seleto grupo de 17 Membros Honorários da European Surgical Association e foi reconhecida pela revista Forbes como uma das mulheres mais influentes do Brasil | Foto: Arquivo Pessoal

A médica Angelita Habr-Gama foi reconhecida pela Universidade de Stanford como uma das profissionais que mais contribuíram com o desenvolvimento da ciência. Aos 89 anos, a cirurgiã brasileira dedicou 70 deles à medicina e agora faz parte da lista dos 2% dos cientistas mais influentes do mundo, de acordo com a lista feita no final de 2021 pela Universidade em parceria com a editora Elsevier BV.

Em 1952, aos 19 anos, ela entrou na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo se tornando a primeira mulher a fazer residência no Hospital das Clínicas de São Paulo, criando posteriormente na instituição, a disciplina de coloproctologia. A médica também foi a primeira a chefiar o departamento de Cirurgia e Gastroenterologia da Faculdade de Medicina da USP e atualmente trabalha no Hospital Alemão Oswaldo Cruz. de Cirurgia e Gastroenterologia da FMUSP.

Em 2020, trabalhou na linha de frente na pandemia de Covid-19, onde contraiu a doença aos 87 anos. Após 50 dias sedada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, na capital paulista, ela se curou.

A gastroenterologista desenvolveu estudos que mudaram a forma e revolucionaram o tratamento do câncer retal em todo o mundo. Ela publicou centenas de trabalhos científicos, ganhou mais de 50 prêmios nacionais e internacionais, foi nomeada coordenadora no Brasil do Programa de Prevenção do Câncer Colorretal pela Organização Mundial de Gastroenterologia (OMGE).

Angelita fundou a Associação Brasileira de Prevenção do Câncer de Intestino (Abrapreci), preside inúmeras sociedades científicas, é membro honorária no centenário American College of Surgeons. É a primeira mulher a integrar o seleto grupo de 17 Membros Honorários da European Surgical Association e foi reconhecida pela revista Forbes como uma das mulheres mais influentes do Brasil.

Compartilhe: