A$AP Rocky responde por agressão após tentar atirar em ex-amigo

As informações foram divulgados pelo site norte-americano TMZ, nesta segunda-feira (15/8).

Postado em: 16-08-2022 às 13h35
Por: Victória Vieira
A defesa de A$AP ainda não comentou sobre o caso | Foto: Reprodução/ Getty Images

Rakim Athelaston Mayers, mais conhecido como A$AP Rocky e pai do filho da diva do pop Rihanna, está sendo indiciado por agressão e porte de arma após tentar atirar em ex-amigo. O tiroteio aconteceu em Los Angeles, no dia 6 de novembro do ano passado. As informações foram divulgados pelo site norte-americano TMZ, nesta segunda-feira (15/8).

Segundo o promotor George Gascón, a ação poderia ter acabado em tragédia. Rocky estava em uma discussão acalorada com o rapaz, logo em seguida, disparou dois tiros com uma arma semiautomática em direção a vítima, que não teve o nome divulgado. Ele foi encaminhado para o hospital com ferimentos leves na mão esquerda. A ação ocorreu em Los Angeles, Estados Unidos.

“Descarregar uma arma em local público é uma ofensa grave que poderia ter terminado com consequências trágicas não apenas para a pessoa visada, mas também para pessoas inocentes que visitam Hollywood”, explicou Gascón. “Meu escritório realizou uma revisão completa das evidências neste caso e determinou que a adição de uma alegação especial de arma de fogo era justificada”, disse.

Continua após a publicidade

Em abril deste ano, o rapper estava voltando de Barbados depois de passar férias com Rihanna, quando foi abordado no aeroporto de Los Angeles pelo suposto tiroteio. Entretanto, ele não permaneceu preso pois pagou uma fiança no valor de 550 mil dólares, equivalente a 2,5 milhões de reais.

A defesa de A$AP ainda não comentou sobre o caso. Esse não é a primeira vez que ele é processado por agressão, A$AP Relli, ex-parceiro na banda A$AP Mob, também está acusando o cantor de realizar um tiroteio.

Veja Também