Domingo, 23 de fevereiro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cultura

Memes da internet são objeto de pesquisa na UFG

Postado em: 11-02-2020 às 15h10
Pesquisa da instituição aborda o potencial estratégico dessas publicações na comunicação - Foto: Divulgação

Diego Anatálio

Os memes, ou seja, as mensagens bem-humoradas em texto, foto ou vídeo, geralmente com montagens grosseiras e intencionalmente amadoras que viralizam nas mídias digitais se tornaram objeto de pesquisa na Universidade Federal de Goiás (UFG).

Além do humor e entretenimento, o jornalista Luiz Felipe Fernandes Neves escreveu sobre o potencial de comunicação que tem sido explorado por diferentes organizações através dos memes.

Luiz pesquisou sobre a possibilidade de utilização estratégica do meme na comunicação organizacional. “O simples fato de chamar a atenção do público bastou para que o meme passasse a ser apropriado com fins mercadológicos, institucionais, políticos, entre outros, numa época em que a palavra ‘engajamento’ parece dominar as ações dos profissionais de comunicação”, explica o pesquisador.

Ao analisar 46 memes publicados nos perfis oficiais de 24 universidades federais brasileiras no Facebook e entrevistar profissionais de comunicação, Luiz, com a perspectiva de que o meme é capaz de produzir sentidos, verificou que sua utilização contribuiu positivamente para a imagem das instituições e as mensagens informais e bem-humoradas conseguiram aproximar as universidades de seus públicos e dialogar com eles.

O jornalista concluiu com a pesquisa que a utilização do humor deve ser feita com bom senso, nem sempre o meme será a melhor alternativa. “Como o meme está ‘na moda’, parece não haver uma preocupação dos profissionais de comunicação em refletir sobre sua utilização ou mesmo de inserir esse tipo de linguagem em um planejamento que dê a ele uma identidade institucional e que estabeleça mecanismos de avaliação”, declarou Luiz Felipe.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar