Sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Contra o Marrocos, Espanha tenta “driblar” desconfiança

O duelo, que acontecerá às 12h (de Brasília), no Education City Stadium, coloca frente a frente duas seleções que se enfrentaram no Mundial de 2018, na Rússia

Postado em: 06-12-2022 às 09h45
Por: Breno Modesto
De acordo com o técnico Luis Enrique, a Espanha seguirá jogando da mesma maneira como atuou na primeira fase | Foto: RFEF

Abrindo o último dia das oitavas de final da Copa do Mundo, Marrocos e Espanha tentam ficar com a penúltima vaga nas quartas de final da competição. O duelo, que acontecerá às 12h (de Brasília), no Education City Stadium, coloca frente a frente duas seleções que se enfrentaram no Mundial de 2018, na Rússia. Na ocasião, espanhóis e marroquinos empataram em 2 a 2, pela terceira rodada da fase de grupos daquela edição do torneio. O resultado serviu apenas para os europeus, que avançaram à próxima fase, enquanto que os africanos ficaram pelo caminho.

Agora, a briga é por uma vaga entre os oito melhores, algo que o Marrocos jamais atingiu em sua história e que a Espanha não alcança desde 2010, na África do Sul, quando foi campeã. As duas seleções chegam ao mata-mata de maneiras distintas. De maneira invicta, os marroquinos terminaram a fase de grupos na liderança de uma chave que tinha a Bélgica, sempre apontada como uma das favoritas, e a Croácia, atual vice-campeã. Já os espanhóis, que começaram o Mundial goleando a Costa Rica por 7 a 0, não venceram seus dois jogos seguintes e chegam com desconfiança.

Mesmo após o revés diante do Japão, a Espanha deve seguir apostando na manutenção da posse de bola, como destacou o técnico Luis Enrique, na entrevista que antecedeu o jogo contra os africanos. De acordo com o treinador, seus comandados possuem uma ideia muito clara e não vão mudá-la em nenhum momento, mas que isso não significa que eles são obrigados a dominar todo mundo o tempo todo.

Continua após a publicidade

Já os marroquinos, que querem continuar fazendo história, terão a maior parte do apoio das arquibancadas nesta terça-feira (6). Isso porque a Fifa disponibilizou uma carga extra de cinco mil ingressos para a partida diante da Espanha. A solicitação havia sido feita por Fouzi Lekjaa, presidente da Federação Real Marroquina de Futebol (RFMF).

Veja Também