‘Patroas 35%’ me fez criar e sofrer por um chifre que nunca tive

Postado em: 17-10-2021 às 13h13
Por: Redação
‘As Patroas’ mostram em seu novo álbum como o brasileiro pode sofrer por um amor ou um chifre que nem sequer existe | Foto: divulgação

Por Vitória Coimbra

“Garçom, desce mais uma gelada porque hoje eu quero sofrer” é o que eu diria se estivesse em um bar ouvindo as novas músicas do álbum da Marília Mendonça com Maiara & Maraísa. Desde o dia 24 de setembro, “As Patroas” começaram a liberar gradativamente os singles do novo EP “Patroas 35%” e, na última quinta-feira (14/10), as 9 músicas foram lançadas em um só álbum.

As cantoras prometem uma grande produção lançando clipes exclusivos. Além disso, um dos singles já ocupa a primeira posição de uma das playlists mais famosas de sertanejo, a “Esquenta Sertanejo”, no Spotify.

Digo de passagem que não sou fã de sertanejo, mas por influência de uma das minhas amigas mais próximas, Maria Paula Borges, acabei me apaixonando por esse álbum que aborda diversos assuntos. Inclusive a faixa “Você Não Manda Em Mim”, que diga de passagem é uma das minhas favoritas do álbum, fala sobre relacionamentos abusivos e mostra que a mulher tem seu espaço e voz.

‘AS PATROAS’

Não é a primeira vez que as cantoras se reúnem e fazem o brasileiro chorar. Em 2015, aconteceu a primeira parceria da cantora com a dupla Maiara & Maraísa com a música “Motel”. Dois anos depois, surgiu o projeto “As Patroas” de onde saíram diversas colaborações juntas.

Em 2018, Marília Mendonça lançou “Agora É Que São Elas 2” que contava com a participação da dupla sertaneja. Logo em seguida, no mesmo ano, Marília gravou o DVD ‘Todos os Cantos’ e na gravação em Cuiabá, o trio gravou o single ‘Bebaça’ que consagrou o nome do projeto “As Patroas”.

Compartilhe: